“Sou uma péssima mãe”. “Não nasci pra isso”. “Estou ficando louca”. “Não sei mais quem eu sou”. “Não vou dar conta”. “Meu marido não me ajuda”. “Não tenho paciência”. “Meu filho tem um temperamento difícil”. Quantas vezes uma dessas frases já estiveram na sua cabeça? Estas estorinhas que você tem contado pra você mesma, isso realmente é verdade?

“Autotransformação é sobre desconstruir prisões. Autotransformação é sobre viver uma nova verdade. É sobre viver a sua verdade. A verdade que lhe permite ser livre”, explica a master coach Francine Costa que estará no Garten Shopping, nesta quinta-feira (17), às 19h30, falando sobre como, a maternidade, uma das coisas mais comuns do mundo, pode também ser a mais incrivelmente transformadora.

O evento é gratuito e as inscrições podem ser feitas clicando aqui. Mais informações: 47/3043-9444.

Tema foi tratado em série especial da Rede OCP

Em reportagem especial no último fim de semana, o OCP abordou o tema da maternidade buscando mostrar os desafios e as alegrias das mães. Na reportagem, publicada no jornal impresso em Jaraguá do Sul, e em uma série de três matérias no on-line, as mães falam sobre como a maternidade é alvo de julgamentos e o quanto a pressão social e a cobrança por um modelo único de mãe pode impactar nesta que é uma experiência única e particular.

Para as mães ouvidas pela reportagem, a sociedade não está pronta para receber uma mãe que é capaz de admitir as limitações, as rosas e os espinhos da maternidade. Além disso, elas comentam o quanto é importante refletir, desmistificar e discutir os desafios da maternidade em uma sociedade que impõe padrões até mesmo na relação mãe e filho.

Leia mais:

Maternidade sem julgamento: desafios e alegrias das mães jaraguaenses

“A sociedade não está pronta para receber uma mãe”

“Eu amo ser mãe, mas eu detesto amaternar”

Serviço

O quê? Palestra Maternidade como Autoconhecimento, com Francine Costa

Quando? Quinta-feira (17) às 19h30

Onde? Garten Shopping

Quanto? Gratuito