Dia 29 de agosto é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Fumo. Além dos benefícios à saúde, parar de fumar proporciona melhorias para o bolso também.

Se a pessoa deixar esse vício, de um maço de cigarro por dia, por exemplo, em 30 anos, chegará a quase R$ 1 milhão.

Para o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira Reinaldo Domingos, que é PhD em educação financeira, o cálculo é simples.

 

 

Um maço de cigarros custa R$ 10, em um mês esse valor será de R$ 300. Poupando e investindo esse dinheiro em uma linha que tenha 0,8% ao mês, ajustando esse valor a 5% ao ano (inflação no custo do cigarro), ao fim de trinta anos a pessoa terá poupado R$ 993.349,21.

Poucas pessoas pensam que esse aumento de custo no orçamento mensal das pessoas pesa até mesmo na realização de sonhos. E ao pensar no quanto se perde, com certeza se terá mais um motivo para repensar sobre a importância de acabar com esse vício”, destaca.

Domingos ressalta que, infelizmente, com os preços atuais, poucas pessoas se dão conta do risco financeiro que isso proporciona. E embora esse problema seja muito menor do que os físicos, não se pode negar que esse impacto reflita na economia diária do fumante, especialmente neste momento de crise econômica.

Mais de R$ 60 mil em 10 anos

Notas de 100, 50 e 20 reais abertas em leque na mão de uma pessoa
Quem fuma um maço de cigarros por dia gasta cerca de R$ 300 em um mês | Foto Ilustrativa/Eduardo Montecino/OCP News

Uma forma de enxergar a importância de parar de fumar para a economia de uma pessoa, conforme o especialista, é analisar que, com os preços atuais do cigarro, se deixar de fumar e investir esse valor (R$ 300/mês) em uma poupança, por exemplo, ao final de 10 anos, ela terá R$ 72,7 mil e, ao final de 20 anos, terá R$ 307,6 mil.

Isso sem que contemos os gastos que um fumante terá nesse período com problemas de saúde ocasionado pelo cigarro e com a perda de rendimento no trabalho em função do cansaço que esse vício proporciona”, aponta.

Gastos com tratamento

O ato de fumar não faz com que o viciado perca dinheiro.

O tabagismo gera uma despesa mundial de bilhões de dólares por ano, considerando os tratamentos das doenças relacionadas ao tabaco, as mortes de cidadãos em idade produtiva, o maior índice de aposentadorias precoces, o aumento no índice de falta ao trabalho e o menor rendimento produtivo.

Isso é, o cigarro também faz com que os governos tenham menos dinheiro para investir em outras áreas da saúde, o que garantiria uma maior longevidade à população. Agora, se você é fumante, imagine: como você estará daqui a trinta anos se continuar a fumar? Quanto você terá gasto?”, questiona Domingos.

Mas, se as pessoas pararem de fumar hoje e investirem esse dinheiro, daqui trinta anos, além de terem uma qualidade de vida muito maior, ainda terão uma boa reserva financeira. Será que não vale realmente a pena parar de fumar?”, completa.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger