Jaraguá do Sul encerrou o mês de agosto com saldo positivo de 299 postos de trabalho, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia nesta quarta-feira (25).

O resultado é consideravelmente melhor do que o de julho, que viu a abertura de 64 novos postos de trabalho, e que o de junho, que viu a perda de 31 empregos no município. Foram 2.287 admissões e 1.988 desligamentos no mês.

Ao longo do ano, Jaraguá do Sul contratou 18.886 trabalhadores e desligou 16.658, com saldo de 2.208 postos de trabalho. Destas admissões, 2.135 foram em caráter de 1º emprego, com 239 primeiros empregos apenas no mês de agosto. Dos desligamentos no ano, foram 7.317 demissões sem justa causa e 6.076 desligamentos a pedido.

 

 

A indústria de transformação foi o principal gerador de emprego do mês, com 165 postos em agosto, e do ano, com um total de 1.156 postos abertos desde janeiro.

O setor de serviços ocupa o segundo lugar na geração, com 80 postos em agosto e 457 no ano. Construção Civil ocupou o terceiro lugar no mês, com saldo de 21 empregos, seguido pela agropecuária, com 11, e a administração pública, com 10.

Em agosto, nenhum setor encerrou o período com saldo negativo. Os saldos menores ficaram por conta do comércio, com 9 postos, da extração mineral, com 2 postos, e Serviços industriais de utilidade pública, com um.

O perfil de emprego muda se comparados os últimos 12 meses: de agosto a agosto, os setores de comércio e serviços lideraram a geração de emprego, com 257 e 278 empregos, respectivamente.

A indústria recuperou o saldo positivo com o resultado de agosto, com geração de 129 empregos no período. Nos últimos 12 meses, o município gerou 858 empregos, com um total de 25.019 admissões e 24.161 desligamentos.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger