Santa Catarina criou 20.700 postos de trabalho no mês de março. No acumulado do ano, já foram 87.127 novas vagas de emprego, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). No Estado, uma das maiores demandas é por profissionais de tecnologia.

Somente uma empresa tem 70 vagas em aberto neste mês. “Existe uma grande demanda por profissionais especializados, principalmente no setor de tecnologia, que cresceu exponencialmente durante a pandemia”, explica o empresário Aldo Mees, presidente da IPM Sistemas. Especializada em softwares de gestão em nuvem para o setor público municipal, a empresa registrou crescimento de 35% na demanda por mão de obra.

 

 

Segundo o relatório “Impacto Covid-19 no mercado de computação em nuvem”, o mercado de serviços de nuvem deve atingir US$ 295 bilhões até 2021, um crescimento de 12,5%. A pandemia tem grande participação nesse aumento. “As pessoas nem percebem, mas dependem cada vez mais desse serviço, já que a maior parte das tarefas é feita de forma virtual. O software em nuvem é que permite o acesso remoto”, diz Mees.

Em Santa Catarina, a empresa tem vagas em Florianópolis e no centro tecnológico de Rio do Sul. No Rio Grande do Sul, as contratações são para Porto Alegre, Novo Hamburgo e Cachoeirinha. No Paraná, há busca por colaboradores em Curitiba e Cascavel.

A empresa também oferece oportunidades em Bauru, Sumaré e Campinas, no estado de São Paulo, e em Belo Horizonte (MG). A descrição dos postos pode ser vista no site.