Os lojistas já estão se planejando para a 9ª edição do Black Friday, que está marcada para o dia 29 de novembro, mas a grande maioria das empresas lança o pré Black Friday, como forma de ampliar o período de promoções neste mês de novembro. São ofertados diversos produtos e serviços pelas pequenas e grandes empresas de lojas físicas ou em lojas online.

Para você atento aos preços e evitar pagar ainda mais caro durante o período que deve ser promoção, confira a pesquisa de preços feita pelo Procon de Florianópolis.

Lojas físicas

Lojas online

Confira as dicas para evitar problemas

  • Evite golpes na Black Friday nas compras pela internet ou presencial
  • Confira se a empresa tem CNPJ.
  • Verifique se o endereço está correto e não há erros de grafia que podem indicar página adulterada.
  • Confirme o link, e verifique se no site tem o cadeado e se tem “https” no começo da URL.
  • Nas compras online, use sempre seu computador pessoal com antivírus atualizado e com módulo de proteção de navegação — esse recurso bloqueia o acesso a sites fraudulentos automaticamente.
  • Jamais clique em links de ofertas que chegam por WhatsApp.
  • Normalmente as empresas não costumam distribuir promoções por mensagem, fique alerta pode ser golpe.
  • Nas redes sociais, assegure-se de que as ofertas vêm do perfil oficial da empresa, que traz um selo ao lado do nome.
  • Ao efetuar a compra no site, se o preço no carrinho virtual não está alterado, e observe o valor do frete.
  • Conforme o Código de Defesa do Consumidor, as compras feitas fora do estabelecimento físico, o consumidor tem 7 (sete) dias para “se arrepender”, cancelar a compra, devolver o produto e pedir o dinheiro de volta (o prazo passa a contar da data da compra ou da entrega do produto), caso o produto não esteja conforme o pedido ou se arrependeu da compra.
  • Nas compras presenciais, mantenha seu cartão de crédito sempre à vista, exija Nota Fiscal e não deixe de consultar os preços online: é possível que alguma loja na Internet ofereça preço mais baixo mesmo considerando eventual gasto com frete.
  • Confira o prazo de entrega, pois se for muito longo é porque não tem em estoque.
  • Se informe antecipadamente sobre a política de troca da empresa, para evitar transtornos.
  • Os produtos expostos nas vitrines devem apresentar o preço à vista e, se vendidos a prazo, o total a prazo, as taxas de juros mensal e anual, bem como o valor e número das parcelas.
  • Todo produto colocado no mercado de consumo, nacional ou importado, deve apresentar informações corretas, claras, precisas e ostensivas e em língua portuguesa sobre suas características, qualidade, quantidade, composição, preço, garantia, prazo de validade, origem, além dos riscos que possam apresentar à saúde e segurança dos consumidores, conforme o Código de Defesa do Cosumidor. Ao perceber que foi lesado procure o Procon de seu município.

Com as dicas acima você consumidor não terá aborrecimentos e nem fará parte de uma Black Fraude, pois o maior desconforto do consumidor é mexerem no seu bolso.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger