De acordo com a Secretaria Municipal de Turismo, cerca de 150 mil visitantes passaram pelo município durante o Carnaval | Foto Divulgação
De acordo com a Secretaria Municipal de Turismo, cerca de 150 mil visitantes passaram pelo município durante o Carnaval | Foto Divulgação

Tradição na cidade mais antiga de Santa Catarina, o Carnaval de São Francisco do Sul se consolidou, este ano, como uma das principais datas de movimentação econômica na cidade. Dados preliminares mostram que os cinco dias do Carnaval 2019 Sou + São Chico movimentaram aproximadamente de R$ 36 milhões em negócios, levando em conta um gasto médio de R$ 80 por pessoa em uma estadia média de três dias, o que aqueceu os setores de serviços e turismo.

De acordo com a Secretaria Municipal de Turismo, cerca de 150 mil visitantes passaram pelo município durante o Carnaval. Esse dado está baseado nas câmeras OCRs instaladas na entrada da cidade, bem como em contagens da Prefeitura. A Polícia Militar estimou o número de participantes em 100 mil pessoas nos eventos de Carnaval (shows e praias). A Prefeitura trabalha com o número de 150 mil levando em conta as pessoas que não estavam nos eventos, mas estavam em residências próprias ou alugadas, principalmente nos balneários, via plataformas como AirBNB.

Os turistas vieram, em sua maioria, da região, mas também do Paraná e interior de São Paulo. Para o prefeito Renato Gama Lobo, o Carnaval é um evento importante do calendário oficial da cidade. “Quando falamos de Carnaval, estamos falando não só de entretenimento, mas também de cultura e economia. Para cada R$ 100 investidos no Carnaval, o retorno à economia do município é de R$ 7.200,00. O turismo em nosso município se fortalece com um evento baseado em bom serviço ofertado e lazer de qualidade”, disse.

Saldo positivo

A movimentação econômica positiva nesses cinco dias de evento foi sentida pelos estabelecimentos comerciais. A média de ocupação na rede hoteleira e de pousadas foi de 96%. Para a administradora dos Hotéis Villa Real e presidente do Comtur, Silvia Fernandes, foi claramente perceptível o quanto o evento fomentou a economia da cidade. "Participamos, hóspedes e colaboradores, do desfile da escola de samba do bairro onde fica o nosso hotel e os turistas amaram a oportunidade de poder participar da festa no Centro Histórico. O Carnaval fechou com chave de ouro a nossa temporada, em que tivemos todos os nossos pacotes com ocupação acima da média. Com isso, espero que o turismo seja visto cada vez mais como uma das principais fontes de rendas das famílias francisquenses", afirmou Silvia.

O setor de bares e restaurantes também sentiu o impacto positivo. Para Eraldo Ribas, proprietário do Bar do Banana, o movimento deste ano foi melhor que o de 2018. “Para nós, o Carnaval é o ponto alto do verão. São Chico precisa do Carnaval. Em nosso caso, tivemos um acréscimo de até 30% de movimento nestes últimos dias”, declarou.

O movimento também foi bom para os quiosques instalados ao longo da orla das praias. “O Carnaval ajuda muito o comércio dos balneários com a vinda de turistas. Ajuda nosso movimento, tanto que estimamos um aumento em nosso lucro em torno de 80%”, contabilizou Jéssica Goedert, da JR Churros.

Segundo a secretária de Turismo, Jamille Douat, o verão francisquense, combinado com o Carnaval, é um dos melhores momentos para o turismo no município. “O investimento e o esforço que a Prefeitura realiza no sentido de oferecer qualidade em seus serviços e em entretenimento é justamente para qualificar o turismo e desdobrar o efeito multiplicador em nossa cadeia de serviços”, disse a secretária.

Um dado que ajuda a dimensionar o tamanho do Carnaval de São Francisco do Sul foi a quantidade de lixo recolhido pela empresa Ambiental, que presta o serviço ao município, de 2 a 5 de março. Nas praias, foram recolhidas 276,11 toneladas de lixo em quatro dias, para um total de 366,95 toneladas em todo o município no período. E o serviço foi executado logo no primeiro horário da manhã, deixando a cidade preparada para mais um dia de festa assim que acabava a folia.

Mas os dados não foram apenas positivos na área econômica. O comando do 27º Batalhão da Polícia Militar em São Francisco do Sul faz um balanço da Operação Alegria, que contou com a participação de 120 PMs, na qual foram registradas apenas duas ocorrências de briga nos locais de festa. O patrulhamento ostensivo forneceu a segurança necessária para que moradores e visitantes pudessem se divertir com tranquilidade.

LEIA TAMBÉM: 

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?