Fujama realiza exposição de fotos e animais taxidermizados no Jaraguá Park Shopping

Foto: Fábio Junkes

Por: Elisângela Pezzutti

17/10/2023 - 19:10 - Atualizada em: 18/10/2023 - 11:15

No dia 1º de outubro, a Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama) completou 18 anos de atuação no município. Para comemorar a data, nesta terça-feira (17) teve início uma exposição de fotos e animais taxidermizados no Jaraguá Park Shopping. A mostra, que se estende pelas próximas duas semanas, traz registros do trabalho de monitoramento de fauna realizado pela Fujama.

Foto: Fábio Junkes

“Muita gente conhece os animais que vivem na África, na Amazônia, no Pantanal, mas não sabe muito bem quais são os animais que habitam a nossa região. Então, essa exposição é uma oportunidade para as crianças e para as pessoas em geral conhecerem mais sobre a nossa fauna”, observa Christian Raboch, um dos cinco biólogos que integram a equipe da Fujama.

Foto: Fábio Junkes

O presidente da Fundação, Ivo Schmitt Filho, reforça que a iniciativa é uma oportunidade para a população local conhecer esses animais silvestres. Ele também destaca o trabalho realizado pelo órgão. “A Fujama trabalha em várias frentes, tanto na questão da fiscalização, como na (proteção) de animais domésticos e silvestres, licenciamentos ambientais, ou seja, um vasto leque de atuação no seu dia a dia. E uma destas atividades é o monitoramento de fauna, um ótimo relatório que mostra o quanto nós ainda temos de fauna nativa na nossa região”, observou.

Foto: Fábio Junkes

O que é o Programa de Monitoramento de Fauna

Criado para observar os animais silvestres existentes em Jaraguá do Sul, o Programa de Monitoramento de Fauna utiliza armadilhas fotográficas fixadas em pontos estratégicos das matas para que biólogos da Fujama possam observar e catalogar os espécimes que habitam a região.

Esse trabalho foi iniciado em 2015 e já passou por diversas etapas, inclusive com aquisição de novos equipamentos e aumento na sua área de abrangência.

De lá para cá, as armadilhas fotográficas flagraram espécies como quatis, tamanduá-mirim, cervo, gato-do-mato pequeno, gato-maracajá, jaguatirica e até mesmo um puma (alguns ameaçados de extinção). Isso sem contar pássaros e répteis, entre outros animais da fauna local.

Na programação alusiva aos 18 anos da Fujama também está previsto um plantio de árvores na Via Verde, no dia 28 de outubro, e um encontro de observadores de pássaros no Parque Natural dos Stinghen, no dia 29 de outubro.

Termo de cooperação entre Fujama e Furb

Foto: Fábio Junkes

Na tarde desta terça-feira, no gabinete do prefeito Jair Franzner, ocorreu a assinatura de um termo de cooperação entre a Fujama e a Universidade Regional de Blumenau (Furb) para a taxidermização de animais silvestres.

“A partir desta parceria com a Furb, todos os animais encontrados mortos ou que morrerem após o resgate por estarem muito feridos, serão taxidermizados por meio da universidade, e depois disponibilizados para a nossa Fundação para que tenhamos um acervo melhorado”, informou Ivo Schmitt Filho.

O acervo ficará em exposição permanente na unidade da Fujama no Parque Ambiental Morro dos Stinghen para os trabalhos de Educação Ambiental da Fundação.

A parceria também prevê que seja feita a manutenção desses animais taxidermizados, assim como a substituição do acervo a cada seis meses. Atualmente, esse acervo conta com 21 espécimes nativas da região, na maioria mamíferos, além de inúmeros insetos.

Durante a assinatura do convênio, também foi anunciada a compra pelo Município de cinco novas armadilhas fotográficas para auxiliar no trabalho de monitoramento da fauna.

Foto: Fábio Junkes