Boletim da dengue: em uma semana, 11 novos casos e 99 focos a mais

Foto: Divulgação/PMJS

Por: Isabelle Stringari Ribeiro

15/02/2024 - 19:02 - Atualizada em: 15/02/2024 - 19:33

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou na tarde desta quinta-feira (15), mais um Boletim Epidemiológico da Dengue, atualizando os números da semana. Os casos notificados, confirmados e focos do Aedes aegypti permanecem em considerável alta.

As notificações passaram de 220 para 342 (122 a mais do que no boletim anterior). Destes, 54 casos foram confirmados (11 a mais na semana), 126 descartados e 162 prováveis (nova classificação adotada pelos órgãos de saúde em substituição a suspeitos).

O número de focos também aumentou no período, passando de 298 para 397 (99 a mais). Os bairros Ilha da Figueira (39 focos) Centro (29) e Vila Nova (22) apresentam a maior concentração de focos do Aedes Aegypti.

Atenção redobrada – Além das medidas preventivas, a Secretaria Municipal de Saúde reforça a importância do uso diário e frequente de repelentes a fim de evitar a picada do mosquito transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela urbana. Os mosquiteiros também oferecem uma boa proteção, especialmente para bebês.

É importante estar atento aos sintomas iniciais da dengue, que incluem dor muscular intensa, febre alta, dor atrás dos olhos, mal-estar, dor de cabeça e manchas vermelhas na pele. Ao identificar esses sintomas, procurar atendimento médico imediatamente é essencial. No verão, o Programa de Controle de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde, intensifica a Campanha de Combate à Dengue.

O calor e os períodos chuvosos representam um cenário propício para a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. A prevenção da dengue está ao alcance de todos e medidas simples podem evitar a proliferação do mosquito.