Tramita na Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul projeto de lei que obriga escolas, da rede pública e privada, a comemorar o Dia das Mães e o Dia dos Pais. O texto está sendo analisado pelo jurídico da Câmara e a tendência é que o parecer seja contrário em função da interferência indevida prevista em instituições particulares.

Quer receber as notícias no WhatsApp? Clique aqui

Autor da matéria, o vereador Marcelindo Gruner (PTB) diz que o objetivo é valorizar a família e impedir que as crianças percam “o vínculo com os pais”. O parlamentar também afirma não ver interferência do público sobre o privado. “Não vejo prejuízo a ninguém. As escolas já comemoram essas datas”.

Debate moral

Esse será mais um debate com tom moral travado pela Câmara este ano. O Legislativo já aprovou a lei que proíbe o ensino de ideologia de gênero nas escolas, o Dia do Evangelho, o Dia da Bíblia e logo deve analisar proposta do Executivo que cria o Escola sem Partido.

Marcelindo garante, contudo, que não há interferência de movimentos religiosos na pauta do Legislativo, porém, argumenta que os vereadores devem estar atentos às transformações sociais. “Pauto minha conduta pela ética e vejo que a maioria dos vereadores tem espírito cristão, o que explica esses projetos”, diz.

Nas redes sociais, um dos questionamentos mais repetidos foi sobre a necessidade de leis como essa, que acabam tirando o foco do Legislativo, um deles, o de fiscalizar.

Na galeria, com o vice

Diferente de seus antecessores, o prefeito de Guaramirim, Luís Antônio Chiodini (PP), não quis posar sozinho para foto oficial, fez questão que o registro na galeria fosse com o vice, Osvaldo Devegili (DEM).

Isenção de 10 minutos tem parecer contrário

Projeto de lei que prevê a isenção do pagamento de estacionamento em shopping centers, agências bancárias e outros por dez minutos recebeu parecer contrário do jurídico da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul. O principal problema é a interferência no setor privado. O texto tem autoria de Jackson Ávila (MDB) e pode ser avaliado hoje nas comissões. Ao plenário, caberá acatar ou derrubar o parecer.

PP faz encontro regional hoje

Embalado na pré-candidatura a deputado estadual, Dieter Janssen é o anfitrião do 5º encontro regional do PP, na noite de hoje, em Schroeder. O ex-prefeito de Jaraguá do Sul tem atuado fortemente com proposito de manter a sigla unida no projeto eleitoral para aumentar a representatividade da Amvali. O mesmo evento já passou por Corupá, Barra Velha, Massaranduba e São João do Itaperiu.

Comunidade poderá auxiliar Polícia Militar

Projeto de lei de autoria do prefeito Antídio Lunelli cria a Cota de Contribuição Facultativa (CCF) de pessoas jurídicas ou físicas, à Polícia Militar, em Jaraguá do Sul.  Através da ferramenta, será possível fazer doações à PM.

A cota mínima é de R$ 36 e a máxima de mil reais, a bancos, porém, outros valores poderão ser depositados. O objetivo é fortalecer a PM e garantir à corporação recursos para serem investidos no combate a assaltos, furtos e depredações. O texto deve ser votado pela Câmara nas próximas sessões.

Arrecadação dos sindicatos em queda

A arrecadação dos sindicatos dos trabalhadores despencou 88% nos quatro primeiros meses do ano, segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).  A queda é reflexo direto da reforma trabalhista, em vigor há mais de seis meses, que, entre outras coisas, acabou com a cessão obrigatória do equivalente a um dia de trabalho, que era destinada a sindicatos. A contribuição ainda existe, mas agora é voluntária; a empresa só pode fazer o desconto com uma autorização, por escrito, do funcionário.

Greve: “reflexo será maior em junho, julho”

O mês de junho fechou com queda de 2,86% na arrecadação de ICMS em Jaraguá do Sul. Foram R$ 11.180 milhões em maio do ano passado contra  R$ 11.504 milhões no mesmo mês deste ano.

Em Santa Catarina, o ICMS teve alta de 6,7%. Segundo o secretário de Administração, Argos Burgart, os efeitos da greve dos caminhoneiros serão sentidos com força em junho e julho. “Já prevemos uma queda maior”.

“O problema é lá em Brasília”

Criticado nas redes sociais por ter sugerido a intervenção militar, o vereador Jaime Negherbon (MDB) disse que propôs a saída para resolver os problemas no governo federal.

“Intervenção lá em Brasília, aqui as coisas estão funcionado. A gente poderia ter 21, 19 vereadores e mantém os 11, temos responsabilidade. Lá é uma mamata. Por causa disso, está complicado ser político, o desgaste é grande”.

Obras de pavimentação

A empresa Paviplan Pavimentação deve iniciar nos próximos dias as obras de pavimentação em oito ruas, dos bairros Nereu Ramos e Tifa Martins. A ordem de serviço foi assinada na semana passada.

As obras fazem parte do pacote anunciado pelo prefeito Antídio Lunelli (MDBB), que incluem 38 vias, com financiamento de R$ 20 milhões do Badesc.