Lunelli se reúne com prefeitos para tratar de reforço na segurança

Foto: Divulgação

Por: Áurea Arendartchuk

21/10/2023 - 06:10

O deputado estadual Antídio Lunelli (MDB) esteve reunido na sexta-feira com os prefeitos da região da Amvali e a comandante da 12ª Regional da Polícia Militar, Arlene Sousa da Silva Villela, para tratar sobre a instalação de um sistema de monitoramento regional da PM. A estrutura deverá funcionar na antiga sede da Câmara de Vereadores ao lado do 12º Comando.

Segundo o prefeito de Jaraguá do Sul, Jair Franzner (MDB), a cessão do prédio para a Polícia Militar será oficializada nas próximas semanas para que seja possível dar início aos trâmites de reforma e adequação do ambiente. Os recursos serão buscados junto ao governo do Estado, Prefeituras e emendas parlamentares.

Também presentes no encontro que aconteceu na Amvali, os prefeitos de Guaramirim, Osvaldo Devigili, de Schroeder, Lauro Tomczak, de Massaranduba, Odenir Deretti, de Corupá, Claudio Finta, e de Barra Velha, Douglas Elias da Costa, manifestaram preocupação em garantir reforço na inteligência da Polícia Militar para evitar o aumento da criminalidade.

“Jaraguá é a cidade mais segura do Brasil graças ao trabalho que vem sendo feito há anos. Agora, o que queremos é que a Polícia tenha estrutura moderna, com tecnologia de ponta, para que a nossa região continue segura, afastando a criminalidade. Vamos trabalhar em conjunto para fazer dar certo”, disse Lunelli, citando que o deputado federal Carlos Chiodini e estadual Vicente Caropreso também estão atuando para garantir os recursos necessários para reforma do local.

 

Destinação do IR aos fundos da criança e do idoso cresce 35% em SC

Este ano as contribuições dos catarinenses na Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física ao Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente e ao Fundo dos Direitos do Idoso cresceram 35%, totalizando R$ 14,4 milhões. Esse foi o melhor resultado do Brasil. O dado foi comemorado pelo deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB), que preside a comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência na Alesc.

Todos os anos o deputado alerta empresas e pessoas físicas que é possível destinar parte dos recursos dos impostos para diversos fundos. “Não é uma doação, é o contribuinte catarinense definindo onde parte do imposto devido deve ser aplicado. Isso beneficia programas e ações que serão financiadas pelos fundos municipais ou estadual voltados à criança, adolescente e idoso.”

Apesar do crescimento, o valor total poderia a ser muito maior. Os R$ 14,4 milhões destinados aos fundos significam 5,6% do potencial de doação que poderia ser alcançado, que seria de R$ 266 milhões, conforme dados da Receita Federal. Segundo Caropreso, isso mostra que é preciso informar mais, alertar e conscientizar os contribuintes, já que todos os anos um volume imenso de recursos deixa de ser direcionado para programas e ações voltados às crianças, adolescentes e idosos, ou para cultura, esporte, pessoa com deficiência e pesquisa oncológica.

 

Fundo emergencial

Em reunião do Consórcio de Integração do Sul e Sudeste (Cosud) a vice-governadora do Estado Marilisa Boehm, propôs a criação de um fundo emergencial preventivo às crises climáticas. A ideia foi apresentada durante a abertura oficial do evento na capital paulista onde, até sábado, serão debatidos por líderes políticos e técnicos dos sete estados integrantes do grupo temas como meio ambiente, defesa civil, segurança pública e governança. Anfitrião da reunião, o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, concordou que o desafio da mudança climática é algo que “veio para ficar” e que as regiões Sul e Sudeste vão enfrentar o problema de modo recorrente. Ele destacou que o seu estado viveu isso no início do ano, em setembro foi a vez do Rio Grande do Sul e agora Santa Catarina e Paraná também estão sendo prejudicados por enchentes.

Direito dos idosos

A Câmara de Jaraguá do Sul aprovou, esta semana, indicação das vereadoras Nina Santin Camello (PP) e Sirley Maria Schappo (Novo) que solicita ao Executivo Municipal, a inclusão no aplicativo Jaraguá na Mão e no site oficial da Prefeitura de informações essenciais sobre canais e redes de atendimento às pessoas idosas em casos de abusos de direitos e vulnerabilidade social. A justificativa apresentada pelas parlamentares destaca a importância da divulgação dos canais de atendimento disponíveis para pessoas idosas, com ênfase nos casos de ocorrência de abusos de direitos e vulnerabilidade social. A iniciativa busca proporcionar acesso rápido e eficaz a informações cruciais, visando a proteção e assistência adequada à população idosa do município.

Histórico

A posse da professora Vanessa da Rosa movimentou a Alesc esta semana e marcou um momento histórico: o retorno, depois de 89 anos de uma mulher negra como deputada estadual no Parlamento catarinense. A primeira foi a também professora Antonieta de Barros, em 1934. Vanessa assume como deputada no lugar do deputado Padre Pedro Baldissera (PT), que se licenciou por um mês. Ela ficará até o dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra.