“Jaraguá + Segura: mais policiais nas ruas já!”

Arte: Bruna Schneider

Por: Editorial

02/03/2024 - 06:03

 

OCP e Polícia sempre estiveram de mãos dadas pela segurança de Jaraguá e região. Essa parceria se orienta na convicção de que a segurança pública é uma questão fundamental para o bem-estar e a qualidade de vida dos cidadãos, e a presença de um efetivo policial compatível com o tamanho e dinamismo da cidade é essencial para garantir a proteção e a sensação de segurança por parte da população.

 

O adequado efetivo policial é o que vai, de fato, garantir a resposta eficaz e rápida diante das constantes demandas de segurança. Embora a segurança pública seja uma prioridade em todo o país, as realidades de cada ente da Federação são muito distintas.

 

Em Santa Catarina, essa questão tem sido tratada com seriedade e os resultados obtidos, considerados referência para o resto do país. Entretanto, um olhar mais acurado nos revela pontuais limitações que nos causa inquietação. Em particular, Jaraguá do Sul não tem, ultimamente, retratado esse padrão referencial de segurança. E tal deficiência não se deve à vontade, competência, bravura e compromisso por parte do comando policial local, mas, pela falta de efetivo.

Cabe, portanto, às autoridades, lideranças e representantes públicos estaduais solucionarem esse preocupante hiato de forma célere, para que possamos recobrar a sensação de segurança. Diante do exposto, solidária à corporação da nossa Polícia Militar, a Rede OCP de Comunicação lança hoje a Campanha “Jaraguá + Segura: mais policiais nas ruas já!”.

O propósito é ajudar a assegurar a continuidade de nosso modelo padrão, caracterizado em forte integração entre as diferentes forças de segurança, de formas a permitir uma atuação conjunta, coordenada, fugaz e implacável, facilitando o compartilhamento de informações e ações integradas.

O resultado desse esforço conjunto é a otimização do trabalho de combate à criminalidade, aumento, eficiência e celeridade na resolução dos casos. A segurança e a justiça não podem esperar. Elas são pilares essenciais para a construção de uma sociedade livre, igualitária e pacífica.