Saudades da infância, de subir numa goiabeira, escolher entre tantos frutos o mais bonito, passar na camiseta para tirar o pó e poder saboreá-lo sentado no galho da árvore. Coisa difícil de se fazer nos dias de hoje, né? Ainda mais com o perigo eminente dos agrotóxicos ou de algum produto qualquer, utilizado para o controle de pragas.

A turma de hoje que consome produtos orgânicos, talvez nunca saberá o sabor que que tem poder fazer isso, essa era a nossa infância. E não era só goiaba não, tinha ameixas, pitanga, caqui, jabuticaba, tudo isso!

Talvez eu fora um dos privilegiados por morar naquela Jaraguá pacata, de 20, 30 anos atrás. Morávamos na cidade, mas tínhamos acesso a tudo isso, bastava atravessar a ponte Tavares Sobrinho, que dá acesso a Ilha da Figueira e na casa dos meus tios, eu desfrutava sempre dessas delícias. Ah, como era bom poder fazer tudo isso. sem ter a preocupação de contrair algum tipo de doença pela “inadequada” higienização daqueles alimentos.

Hoje se fala em tantas doenças, que dá até medo de comer alguns tipos de alimentos. Na quinta-feira, estava eu preparando o almoço e chegou a hora de fazer a salada. Peguei o pacote de rúcula que comprei no supermercado. Na embalagem estava escrito hidropônico. Para quem ainda não sabe, hidroponia é o nome do cultivo de plantas na água, não necessitando de solo. Cortei as raízes, lavei bem as folhas e mesmo assim, as deixei de molho numa solução de vinagre e água durante alguns minutos, tudo isso para minha segurança e da minha família que iriam consumir a salada.

Esse meu ato fez eu lembrar de uma vizinha que tínhamos lá nos idos dos anos 80, que teve um bebê. Certo dia, eu estava na casa dela quando a chupeta do bebê caiu no chão e eu querendo mostrar ser gentil, apanhei a chupeta, fui até a pia da cozinha abri e torneira para lavá-la e dar ao bebê novamente, quando fui interpelado pela nossa vizinha que disse que ela iria pegar uma outra chupeta, pois aquela tinha caído no chão e antes de dar ao bebê, ela teria que fervê-la e depois coloca-la no aparelho para esterilizá-la.

Apesar da minha pouca idade, fiquei perplexo com todo esse aparato de guerra para poder dar a chupeta para o bebê. Para mim, que até então era acostumado a comer frutos do pé, só passando na camiseta era um tremendo exagero.

Tá mais do que certo, que certas práticas de higiene, são extremamente necessárias nos dias de hoje. Mas de nada adianta eu ser extremista com algumas práticas e com outras não.

Essa semana li uma frase numa rede social interessante, até de um certo ponto de vista cômica, que dizia o seguinte: “Beijou 300 no Carnaval em Salvador, mas não pode ver um potinho de álcool gel, que está passando nas mãos para evitar o Corona Vírus.” .

Não sejamos hipócritas, né meus amigos, se for para termos segurança, que comecemos a agir de forma segura, pois as consequências daquilo que fazemos, depende única e exclusivamente dos nossos atos.

Que sirva pra pensar.

No Pirata

Um tributo ao Guns'n'roses com a banda Welcome to Guns é o que rola no Pirata nessa sexta.

Povo e “póva” que curtem um agito nos sete mares. Logo mais a embarcação do rock estará partindo para mais um final de semana repleto de possibilidades.

O agito todo inicia nessa sexta-feira (28), um super tributo a uma das melhores bandas de rock que é o Guns’n’roses. No palco da casa, as bandas Welcome to Guns, que traz seu cover, caracterizados num tributo fiel a banda. Para abrir essa noite de festa, tem o som da banda Voyage 66 com seu repertório de clássicos.

No sábado (29), a noite fica por conta da banda NBLA - Nem Bin Laden Acredita, que sobre no palco do Pirata pela primeira vez e traz na bagagem um repertório com os clássicos do rock nacional e internacional recheado de muito bom humor.

Vale lembrar que a censura da casa é de 18 anos, sendo que menores devem ser acompanhados pelos pais. Obrigatória apresentação de documento com foto.

Reservas de mesas e maiores informações é só ligar para o fone: (47) 98407-9266.

The John

Na sexta, tem a banda Lobo e a Matilha no The John.

A casinha mais simpática da Domingos da Nova, preparando um final de semana daqueles com muita gente bonita e som de qualidade.

Na sexta-feira (28) é dia de comemorar o aniversário do Lobo, e para isso, ele convoca toda a sua Matilha para dividir o palco com ele, para tocar e cantar os clássicos do rock nacional e internacional. Promo até às 21h de Gin em dobro e cerveja Budweiser a 7 pila.

No sábado (29), no palco da casinha, Junior e o melhor do pop rock.

Para quem ainda não conhece, o The John fica coladinho a Studio FM.

Hangar 42 Pub

Sertanejo Top é o que tem para o sábado no Hangar 42.

Um dos mais novos points da cidade preparando aquele agito para a noite desse sábado (29). No palco o sertanejo universitário corre solto com o acústico de Kethy Rios e com a dupla Anderson oliveira e Matheus.

Só para constar, a casa abre suas portas às 19h sendo que o couvert até às 22h. é R$5,00 para as mulheres e R$10,00 para os homens.

Para quem não sabe ainda, o Hangar fica nos fundos da Patuá Music.

Ah, tem estacionamento na faixa por lá.

Paralamas

Vai rolar show com Paralamas na SCAR, quando abril chegar.

Os Paralamas do Sucesso Vão tentar tocar na capital... opa, não é bem capital, mas é aqui em Jaraguá. O show está marcado para acontecer no dia 19 de abril, no palco da SCAR. Os Paralamas trarão o seu novo show "Sinais do Sim", que está repleto de todos os sucessos de sua carreira e as novidades, em uma noite que será considerada imperdível e inesquecível.

Fica o toque!

Mares do Sul

Os DJ´s Paulico e Macarrão são uma das atrações da Noite nos Mares do Sul que acontece no próximo dia 14.

Povo que curte uma festa boa não pode ficar de fora dessa, pois está chegando a primeira edição comemorativa da Noite nos Mares do Sul, um dos maiores agitos que marcaram Jaraguá no final dos anos 90, início de 2000.

A festa acontece no próximo dia 14 de março, no salão nobre do Baepe que será todo decorado com frutas para dar o clima da noite.

Como atrações, a banda Mr. Joker que vem de Floripa e os DJ´s Paulico e Macarrão, figurinhas carimbadas da terra.

Maiores informações e reservas de mesas através do WhatsApp (47) 99608.1479.

Fica registrado o convite.

Vamos embora que a litorina não espera.
Até semana que vem!