Não se trata do som de moedas batendo no fundo do cofrinho, ou quem sabe, aquele salgadinho com uma crosta crocante que emite aquele som delicioso ao se romper, mas falo de música, música mesmo.

Ontem quando estava parado em pleno congestionamento da Reinoldo Rau, sintonizei a rádio mais pop da cidade e nela estava tocando Faroeste Caboclo do Legião Urbana, Posso dizer que até a raiva de estar parado passou, quando ouvi os primeiros acordes da música. Lembrei do filme homônimo e de quando estava passeando em Brasília e das coisas que vira por lá, do tipo: Quando mostravam aonde era a rodoviária, fiquei procurando as luzes de Natal (“Ele ficou bestificado com a cidade / Saindo da rodoviária, viu as luzes de Natal”), ou então: Aqui estamos chegando na Asa Norte (“Fez amigos, frequentava a Asa Norte / E ia pra festa de rock pra se libertar”), pensei comigo: Que legal ouvir a música e poder lembrar de todas essas coisas e relacioná-las com algum fato legal ou até mesmo com um momento pelo qual passei.

Pois é, até pareceu que a tenção causada pelo congestionamento tornou-se menor. Mesmo tendo conseguido ouvir os 9 minutos e 10 segundos da música enquanto estava preso nele.

Música com letra, ah como eu queria que esse tempo voltasse!

Lembro que não era só o rock que tinha letra, outros ritmos musicais, cada um dentro do seu estilo também possuíam.

Isso faz lembrar de um amigo que trabalhava como sonoplasta e que fazia altas mensagens através de montagens que ele criava com trechos de músicas mais badaladas da época. Até pra isso as “músicas com letra” daquele tempo serviam. Imagino se ele fosse fazer alguma montagem com os hits dos dias atuais a porcaria que sairia.

E o poder que a música tem, né galera? O poder de nos transportar no tempo e no espaço, como se tivéssemos entrado numa máquina do tempo. Dias desses ouvi no rádio a música The Lady in Red, cantada por Chris The Burgh, e fui transportado lá pro ano de 1987, nas aulas de Inglês do Colégio Bom Jesus em Joinville, onde nossa Professora trouxe um aparelho de som pra sala e pediu para que traduzíssemos a letra da mesma.

Ou ouvir Praieiro do Chiclete com Banana e poder me sentir em Porto Seguro curtindo as viagens de formatura com meus alunos.

Tudo isso faz lembrar de uma camiseta que eu tinha, nela estava estampada a seguinte frase de Ludwig van Beethoven: “A música é uma revelação superior a toda sabedoria e filosofia.”.

Com certeza, Beethoven não se referia a nenhuma Caneta Azul, Azul Caneta, ou quem sabe O Nome dela é Jennifer, Eguinha Pocotó, Fogão Dako e por aí vai.

Torço para que a qualidade musical dos artistas da atualidade possa ultrapassar as barreiras do sucesso relâmpago e momentâneo e que elas possam tornarem-se eternas.

Que nossas músicas possam marcar momentos e trazer lembranças boas e que tenham algum significado especial, para que no futuro, essa geraçãozinha de hoje possa lembrar, cantar e assim como eu, poder dizer: Como eram boas as músicas do nosso tempo.

Mas pelo jeito será difícil alguém vir com alguma coisa boa para lembrar, assim como nós tivemos o privilégio de curtir e de nos tornarmos fãs dos artistas e bandas dos anos 70, 80 e por aí vai...

Schützenfest

A 31ª Schützenfest acontece de 07 a 17 de novembro, no Parque Municipal de Eventos.

Na próxima quinta-feira (07), tem início uma das melhores e mais tradicionais festas que enaltecem a tradição germânica do nosso estado, a Schützenfest. Considerada a maior festa dos atiradores do Brasil, a nossa Schützen alcança a sua 31ª edição coroada de muito êxito, diversão e alegria.

Serão 10 dias de festa (07 a 17/11), aonde o público poderá saborear os pratos mais tradicionais da culinária germânica, dançar ao som de diversas bandas e praticar o tiro, que é o motivo pelo qual a festa é realizada.

Fica aqui o convite: Wir gehn zum Schützenfest nach Jaraguá!

No Pirata

A banda Terra Celta é uma das atrações desse sábado, no Halloween à Fantasia do Pirata Rock Bar.

Atenção marujos, a embarcação do rock zarpando dentro de mais algumas horas, com as turbinas a mil, geladeiras abarrotadas de cerveja gelada e atrações de primeira para mais um final de semana daqueles!

O agito todo começa nessa sexta-feira (1º), com a banda Ponto 30, apresentando os clássicos do rock’n'roll, com os maiores sucessos de Elvis, Creedence, Queen e Beatles.

No sábado (02), vai rolar uma festa à Fantasia muito doida, para sacudir o esqueleto, vai rolar o acústico do Chocolatti e também as bandas Rock 50 e Terra Celta, com direito a sorteio de ingressos pro show do CPM 22 que acontece no dia 9, para as 3 melhores fantasias da noite.

Na ocasião também irá rolar o encerramento da 5° edição do Moto Passeio Feminino SC, tudo isso a partir das 17h.

Vale lembrar que a censura da casa é de 18 anos, sendo que menores devem ser acompanhados pelos pais. Obrigatória apresentação de documento com foto.

Maiores informações podem ser obtidas pelo fone: 47 98407 9266.

No Rooster

O Rooster está em reformas para melhor atender o seu público.

Atenção rapaziada, o “bar mais galo da cidade” está com suas portas fechadas temporariamente. O motivo? Reforma! É isso mesmo, reforma! O pessoal da casa está repaginando o ambiente para receber seus clientes da melhor maneira possível, num ambiente mais moderno e aconchegante.

Então, você que curte as delícias do cardápio da casa, o negócio é ter um pouquinho de paciência que está vindo coisa boa por aí.

Mais novidades em breve.

The John

Os "Diabinhos" da banda Códicgo de Bar farão o Halloween do The John nessa sexta-feira.

Pessoal que curte uma festa daquelas, não pode perder nesse final de semana os agitos programados para acontecer na casinha mais badalada da Domingos da Nova.

Começando por sexta-feira (1º), onde o Crossfit Jaraguá apresenta o Halloween A Fantasia do The John. Nessa sexta, as bruxas estarão a solta e quem comanda a festa é a banda Código de Bar com toda sua música e irreverência.

No sábado (02), os horrores do Halloween continuam no The John, sé que dessa vez, sob o comando da galera do Centro Acadêmico de Direito, da Atlética de Medicina e do Centro Acadêmico de Design e Design de Moda se juntaram pra fazer uma grande festa nesse sábado de Halloween.

A Freak Party terá o agito dos Djs Yuri e Marcos tocando o melhor do Eletrônico, Pop Rock e Hip Hop pra galera curtir na pista. Presença confirmada do espantalho tequileiro, uma competição de fantasias e uma disputa de Beer Pong para sacudir a galera.

O The John, fica coladinho na Studio FM.

Com certeza é uma boa pedida, né?

Casa 97

Um dos points mais badalados de Joinville é a Casa 97, que completa seus 3 anos de sucesso no mês de novembro.

Para quem quer curtir um ambiente diferente e de muito bom gosto, basta dar uma esticadinha até a vizinha Joinville para conhecer a Casa 97, que neste mês de novembro, completa três anos de atividades na Cidade dos Príncipes.

Para celebrar esta data tão espcial, a programação do mês de novembro seguirá o mesmo clima, com atrações culturais diferenciadas, brindes, descontos e sorteios que incluem, como prêmio principal, um ano de entrada grátis nos eventos da Casa 97, com direito a acompanhante.

A programação para este final de semana ficou assim: Na sexta-feira (1º), Rodrigo Frutuoso, vocalista dos Carbonarantes, e o baixista Jean Reeck apresentam Os Barba. Intimista, o projeto se baseia na simplicidade de arranjos e letras em uma noite voltada ao folk, rock e groove.

Já no sábado (02),tem a apresentação dos músicos Tobia Del Seco, da Itália, George de Farias e Wilson Souza, de Florianópolis. Com o projeto Tropica Jazz.

A Casa 97 fica na Rua Arco-Íris, 97 em Joinville. Informações e reservas, pelo fone: (47) 3227-9537.

 

Vamos embora, porque a litorina não espera.
Até semana que vem!