Texto escrito por Ana Kamila

Há muita gente que ainda tem medo de começar a investir. Principalmente porque temem cometer algum erro e acabar perdendo dinheiro ou não entender a dinâmica do ‘’senhor mercado’’, e é por isso que o saldo em poupança nos bancos continua crescendo.

Uma coisa é certa: cuidar das suas finanças é como cuidar da sua saúde, e isso, ninguém consegue fazer por você! Se você está pensando em começar a investir, este texto é para você. Listo, abaixo, os principais erros cometidos por investidores de primeira viagem - e como você pode se proteger para não cometê-los.

1. Falta de conhecimento

A educação financeira nas instituições de ensino brasileiras ainda é muito precária. E não tem outro jeito: para investir, você precisa ter um mínimo de conhecimento para ter segurança na hora de fazer suas escolhas.

Antes de comprar cursos e treinamentos, comece sua jornada de conhecimento pelo autoconhecimento: entenda quais são seus objetivos de vida e o que você busca alcançar com a sua liberdade financeira.

2. Não conhecer seu perfil de investidor

O perfil do investidor oferece segurança a quem pretende investir, mas muitas pessoas começam a investir sem respeitar o perfil em que se encaixam.

Conhecer o seu perfil é fundamental para investir com inteligência e consciência e evitar tomar decisões erradas.

O suitability, processo comum na entrada em qualquer corretora de investimentos, é uma análise capaz de identificar quais são as suas características e tolerância a riscos quando o assunto é investimento.

Responda com atenção para entender quais produtos fazem sentido para você.

3. Se iludir com promessas de retornos fáceis

Quando o assunto é dinheiro, ouvimos muitas promessas tentadoras disfarçadas de ofertas de investimentos. Procure sempre a indicação de atendimento profissional e certificado. Além disso, se informe (lembra do item n°1? Conhecimento é fundamental!), para conversar com o seu consultor tendo um conhecimento básico sobre taxa Selic, juros compostos, efeito da inflação, riscos, liquidez, etc. E lembre-se: não existe milagre no mercado dos investimentos.

4. Falta de disciplina

A disciplina é uma grande aliada do investidor para atingir os objetivos de vida e principalmente, os seus sonhos. Na prática, ter disciplina significa estipular um valor mínimo mensal, ou uma porcentagem de sua renda, que você determina como “dinheiro a investir”.

Não deixe para economizar e investir apenas o que sobrar em sua conta no final do mês. Isso cria a ilusão de que você tem muito dinheiro a gastar e acaba reduzindo seus rendimentos mensais! Aqui, o segredo para não perder a disciplina é focar no longo prazo, afinal, manter aportes financeiros regulares é o que traz a mágica dos juros compostos.

Esses são apenas alguns dos erros cometidos por quem começa a investir. No meu próximo texto, trarei outros 6 erros. Até lá!

Ana Kamila. Contato: ana.casagrande@warren.com.br | warren.com.br