Contrariando a expectativa de queda brusca, a emissão de alvarás de construção e o registro de consultas para novas obras seguem estáveis em Jaraguá do Sul.

Em maio deste ano, a Prefeitura emitiu 110 alvarás de construção contra 117 no mesmo mês do ano passado, uma queda de apenas 5,93% - pequena, tendo em vista o cenário macroeconômico.

A abertura de processos solicitando alvará chegou a registrar alta: foram 293 em maio deste ano contra 259 no mesmo período de 2019, um crescimento de 13,12%.

Para o secretário de Planejamento e Urbanismo, Eduardo Bertoldi, os índices trazem um certo otimismo em meio à pandemia do coronavírus.

“A construção civil é um setor muito importante para economia porque gera emprego e tem reflexo em diversos segmentos como material de construção, de móveis e decoração”, explica.

Ao analisar os primeiros meses de 2020, porém, há uma queda de 144 alvarás emitidos - foram 398 este ano e 542 no ano passado, uma queda de 26,56%.

A principal explicação é o fechamento das atividades econômicas em Santa Catarina entre março e abril. “Isso já era esperado, porém, essa recuperação em maio sinaliza que temos potencial para retomada”, avalia.

Bertoldi lembra ainda que para incentivar o setor, a Prefeitura deu início no fim de abril a um mutirão para liberar os alvarás de construção que ficaram represados durante o fechamento total das atividades.

Além disso, a Secretaria de Planejamento e Urbanismo definiu uma série de mudanças para simplificação dos processos. O objetivo maior foi de impulsionar o setor e, consequentemente, a economia.

Entre as mudanças, as consultas de viabilidade foram simplificadas não exigindo mais vistorias externas. Nessa etapa também não é mais preciso o envolvimento de outras secretarias, a não ser em casos específicos, como a avaliação de áreas de risco, por exemplo.

Com isso, as consultas de viabilidade de construções dentro do padrão estão ficando prontas em 48 horas.

Falando em consultas

As consultas ao Regin para a abertura de empresas em Jaraguá do Sul segue registrando queda com o atual quadro de pandemia, embora em proporção menor a registrada em Abril.

Em maio deste ano, foram registradas 415 consultas junto à prefeitura - uma queda de 13,9% diante das 482 registradas em maio passado, retração inferior a registrada em abril: no quarto mês do ano, foram 334 consultas, contra 448 em abril passado, uma queda de 25,4%.

R$ 10 milhões em leilões

O Ministério da Justiça e Segurança Pública já contabiliza mais de R$ 10 milhões em recursos arrecadados por meio de leilões de bens apreendidos de traficantes.

Em sete meses foram 28 leilões de carros, motocicletas, caminhões, celulares e vários outros itens apreendido em operações policiais, informa a pasta.

Os valores têm, como destino, o Fundo Nacional Antidrogas, e vai financiar projetos de prevenção e de combate às drogas.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul