A greve dos caminhoneiros deve afetar o Produto Interno Bruto (PIB), disseram nesta quarta-feira (30), no Rio de Janeiro, pesquisadoras do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Elas divulgaram o indicador econômico referente ao primeiro trimestre do ano, com crescimento de 0,4%. Gerente de contas nacionais trimestrais do IBGE, Claudia Dionísio disse que o impacto da greve começará a aparecer nas pesquisas conjunturais que serão divulgadas em junho.

Gasolina sobe antes do reabastecimento

Já não bastava o desabastecimento: a Petrobras voltou a aumentar o preço da gasolina, depois de cinco quedas consecutivas do valor do combustível. A partir desta quinta-feira, o preço nas refinarias subirá 0,74% e passará a ser de R$ 1,9671 por litro.

Temer mantém política de preços

Falando na Petrobras, apesar de ter cogitado rever a política de preços da estatal nesta terça-feira, o presidente Michel Temer negou nesta quarta-feira que a política de preços, que vê reajustes quase diários nos preços, vá ser alterada. Enquanto a estatal e o setor seguem tumultuados, o presidente voltou a defender a gestão de Pedro Parente.

Oportunidade

Empreendedores, startups, ONGs e artistas têm a oportunidade de levarem adiante os seus projetos e sonhos e contribuir para fazer a diferença no planeta ao se inscreverem ao Creator Awards - iniciativa da WeWork, rede global de espaços de trabalho - distribuirá mais de R$ 2 milhões em prêmios e investimentos.

As inscrições estão abertas até 15 de junho e podem ser feitas por qualquer indivíduo ou organização de todo o Brasil pelo site.

Prejuízo de R$ 6,6 bilhões na área rural

Os protestos dos caminhoneiros resultaram em um prejuízo de R$ 6,6 bilhões para os produtores rurais, informou a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). O valor abrange as perdas relativas ao chamado Valor Bruto da Produção (VBP), que mede a estimativa de faturamento bruto na produção.

Por meio de nota, a CNA informou que este prejuízo é “apenas na produção primária, sem considerar ainda o processamento, as indústrias e a parte de insumos, que estão tendo prejuízos severos”.

BNDES anuncia novo fundo para infraestrutura

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) anunciaram nesta quarta-feira a criação de um fundo de crédito em infraestrutura, que receberá o nome de B2 Infra. O anúncio do fundo conjunto foi feito durante o Fórum de Investimentos Brasil 2018, na capital paulista.

Segundo o presidente do BNDES, Dyogo Oliveira, o fundo deve levar 120 dias para estar em pleno funcionamento, mas as etapas iniciais já estão em andamento.

O capital do fundo, segundo ele, será de US$ 1,5 bilhão, sendo que 30% dos recursos serão do BNDES e 10% do BID Invest, braço do grupo BID. O restante será captado junto ao setor privado.