Com a determinação de encaminhar este mês a proposta de reforma da Previdência, o ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende conversar pessoalmente com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O esforço é para pavimentar o caminho da tramitação do texto nas duas Casas. A reforma tem sido apontada como necessidade pelo setor empresarial para manter a estabilidade econômica no país.

Na segunda-feira (4), Guedes jantou com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli. Paralelamente, governadores afirmam publicamente que vão apoiar a reforma da Previdência, como o de São Paulo, João Doria (PSDB), que tem reiterado sua disposição de contribuir.

O esforço do governo é enviar o mais rápido o possível a proposta ao Congresso Nacional, de acordo com informações dadas em janeiro pelo secretário de Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho.

Segundo o Maia, o custo deficitário dos sistemas previdenciários estatais é um dos principais responsáveis pelo desequilíbrio nas contas públicas – por razões como as mudanças no mercado de trabalho e o aumento da expectativa de vida.

“A aprovação da reforma da Previdência constituirá indicador seguro de que temos condições de promover também outras mudanças destinadas a estimular o nosso desenvolvimento. A realidade aponta para a necessidade inexorável da reforma; podem-se discutir, entretanto, questões pontuais envolvidas na sua implantação”, defendeu Maia.

Feira de móveis

Traços minimalistas, cores neutras e tecidos nobres. Apostando nesses atributos, a Estofados Tironi, de Jaraguá do Sul, levou o lançamento de 11 produtos para a ABIMAD (Feira Brasileira de Móveis e Acessórios de Alta Decoração).

O evento, que começou nesta terça-feira, vai até o dia 8 de fevereiro, em São Paulo, e é conhecido por apontar as principais tendências de décor para o ano.

A nova coleção da Tironi é composta por sofás, poltronas e pufes que primam pela estética sem deixar de lado a funcionalidade.

“Sempre procuramos unir conforto e diferenciação em um mesmo projeto. Buscamos inspiração nos maiores polos de design do mundo”, afirma o designer da marca, Richard Daniel.

Preocupações do varejo

As pautas que mais preocupam o varejo catarinense estiveram no foco da manifestação feita pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de SC (FCDL/SC), com o secretário Lucas Esmeraldino, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável, durante encontro com as entidades que compõem o Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (COFEM), em Florianópolis.

Em sua manifestação, Tauffer destacou questões como a necessidade de ampliação das linhas de crédito, reforço na política de combate à pirataria, apoio as micro e pequenas empresas, além da infraestrutura viária para escoamento da produção e redução dos custos.

CVM abre consulta pública

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) fará consulta pública em 2019 para definir uma nova norma para tratar da prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo.

O tema é o primeiro item da Agenda Regulatória 2019 da CVM, divulgada na sede do órgão no Rio de Janeiro e que trouxe assuntos em análise após audiência pública, em que se inclui a nova norma; temas para audiência pública e estudos normativos.

A intenção da CVM é definir as prioridades dos temas que serão normatizados este ano.

115 mil usuários sem acesso às suas Bitcoins

As fraquezas e vulnerabilidades da era digital não se deixam esquecer: Cerca de 115 mil usuários que possuíam um total de US$ 190 milhões em criptomoedas tiveram acesso congelado às suas contas da plataforma canadense QuadrigaCX depois que seu fundador, Gerard Cotten - a única pessoa com a senha para acesso aos ativos digitais - morreu repentinamente em dezembro.

Endividamento sobe 0,3%

O percentual de famílias com dívidas (com atraso ou não) no país subiu de 59,8% em dezembro de 2018 para 60,1% em janeiro deste ano.

A parcela de inadimplentes, ou seja, aqueles com dívidas ou contas em atraso, também cresceu no período: de 22,8% para 22,9%.

Os dados são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta terça-feira (5) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?