O emprego segue positivo pelo sétimo mês consecutivo em Jaraguá do Sul: apenas em julho o município teve um saldo de 364 postos de trabalho criados no mês, enquanto o ano registra saldo de 5.242 postos de trabalho, sem resultados negativos desde janeiro.

Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados na quinta-feira (26) pelo Ministério do Trabalho. Esta é a primeira divulgação dos dados com a nova pasta, recriada no começo de agosto e comandada por Onyx Lorenzoni.

A geração de emprego jaraguaense foi, excepcionalmente, puxada pelo setor de serviços, com 152 postos, seguido pelo comércio, com 96, e pela indústria, com 87. No restante do ano o resultado havia sido fortemente liderado pela indústria, com 3.190 postos no ano, contra 1.612 do setor de serviços e 283 do comércio. A construção civil gerou 30 postos no mês, enquanto a agropecuária viu o fechamento de um posto.

A maioria dos postos gerados foram para ensino médio completo (264) postos e as mulheres lideraram os postos de trabalho, com saldo de 275 mulheres contratadas e 89 homens. Os jovens dos 18 aos 24 foram os principais empregados, com 232 postos. Por função, os funcionários em cargo administrativo (120), operadores de produção (107) e técnicos de nível médio (59) foram os principais postos.

País também tem saldo positivo

O Brasil criou 316.580 vagas de emprego formal no mês de julho. Com esse resultado, o País somou e 1.848.304 e postos nos sete primeiros meses do ano. No primeiro semestre, foram criados 1,5 milhão de novos postos, com destaque para a recuperação dos setores de serviço e comércio.

 

Comércio

As vendas no comércio nacional cresceram 1,2% em julho deste ano na comparação com o mês anterior. O setor de tecidos, vestuário, calçados e acessórios foi o que registrou maior expansão (10,5%), em função do tempo mais frio e do inverno prolongado neste ano no Centro-Sul do país.

Asfalto

Um programa lançado pelo Governo do Estado nesta quarta-feira (25), o SC Mais Asfalto, busca fomentar a construção de usinas de asfalto em todas as regiões de Santa Catarina. Ao todo, o Executivo disponibilizará R$ 120 milhões para a iniciativa, que será realizada em parceria com os consórcios de municípios. O programa é coordenado pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) em parceria com a Casa Civil.

Dívidas

Acaba nesta sexta-feira (27) o mutirão do Procon de Santa Catarina em conjunto com instituições bancárias do estado para a renegociação das dívidas dos consumidores. Participam da ação o Banco do Brasil, Santander, Bradesco, Itaú, Koerich e a Caixa Econômica Federal, que está dando até 90% de desconto para quem tiver interesse em quitar seus débitos.

Simples Trabalhista

O Projeto de Lei que cria o Simples Trabalhista será tema da reunião da Câmara da Micro e Pequena Indústria da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), nesta sexta-feira (27), às 10h. O encontro online é aberto a empresários, gestores de empresas e profissionais das áreas contábil e fiscal em todas as cadeias de negócios. A inscrição gratuita pode ser feita acessando este link.

Custos

O Índice Nacional de Custo da Construção - Mercado (INCC-M) subiu 0,56% em agosto. O percentual é menor do que o registrado em julho. Naquele mês, o índice teve elevação de 1,24%. Com o resultado de agosto, o indicador apresentou avanço de 11,37% no ano e de 17,05% em 12 meses.

Safra

A produção da safra de grãos 2021/2022 do Brasil ficará em 289,6 milhões de toneladas. A expectativa foi apresentada nesta quinta-feira (26) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em videoconferência para apresentar as primeiras projeções oficiais da produção. Os números consideram a projeção das safras de soja, arroz, milho, algodão e feijão, que correspondem a cerca de 94% do total e grãos do país.

De acordo com a Conab, na produção da safra há uma expectativa de leve aumento da safra de arroz, com recuperação dos estoques