Os proprietários de veículos emplacados em Santa Catarina irão pagar, em média, 2,4% menos de IPVA em 2020.

O índice representa a desvalorização dos veículos em relação a 2019 de acordo com a tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), utilizada pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC) como base de cálculo.

“Santa Catarina tem uma das menores alíquotas do país, o IPVA varia entre 1% e 2% do valor venal do veículo. Este será o quinto ano consecutivo que o imposto tem redução”, afirma o secretário da Fazenda, Paulo Eli.

A expectativa é que a arrecadação com IPVA em 2020 seja de R$ 2,1 bilhões. Desse total, 50% serão repassados, no ato do recolhimento, ao município onde o veículo estiver emplacado.

Até novembro de 2019, o Estado arrecadou com o imposto R$ 1,8 bilhão, o que significa um incremento de 10,79% em relação ao ano anterior.

O calendário de pagamento permanece o mesmo dos anos anteriores. Proprietários de veículos com placa final 1 têm até o último dia de janeiro para pagar em cota única.

A Fazenda também oferece o parcelamento em três vezes. Nesse caso, o prazo da primeira parcela é o 10º dia dos meses de janeiro, fevereiro e março. Os contribuintes podem antecipar o pagamento a qualquer momento.

Rede atacadista abre 690 vagas

A rede Fort Atacadista começou as seletivas para preencher 690 vagas de emprego em Santa Catarina. As vagas são para futuras novas lojas da rede do Grupo Pereira, nas cidades de Balneário Camboriú, Florianópolis, Blumenau e São Bento do Sul.

Em Balneário Camboriú, onde o Fort abrirá a sua segunda loja, estão abertas 140 vagas; em São Bento do Sul, onde a rede abrirá a sua primeira loja, são 150 vagas; na capital catarinense, que ganha nova loja no Norte da Ilha, às margens da rodovia SC 401, são 220 vagas; já em Blumenau serão recrutados 180 profissionais para a nova loja na cidade.

As quatro lojas ainda não têm data de abertura, mas estão previstas para inaugurar no primeiro semestre de 2020.

R$ 2,5 trilhões

Em comparação ao ano passado, os brasileiros pagaram mais impostos em 2019. A constatação é do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) que, no dia 31 de dezembro, às 08h35, atingiu a marca de R$ 2, 5 trilhões.

Em 2018, o valor pago pelos brasileiros em tributos somou R$ 2,3 trilhões - nível recorde para uma economia com baixo crescimento e indefinições.

Com esse dinheiro você poderia, por exemplo, receber 50 salários mínimos por mês durante 4.455.449 anos.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Facebook Messenger