Apesar de registrar o quinto recuo mensal consecutivo em junho, a indústria da transformação catarinense acumulou no primeiro semestre do ano uma expansão de 26,1% na comparação com 2020. O resultado de janeiro a junho é o terceiro melhor do País, atrás apenas do Ceará e do Amazonas, e é mais de duas vezes a média nacional, de 12,9%.

Conforme análise do Observatório Fiesc, os números de crescimento refletem uma base de comparação mais baixa, impactada pela pandemia na produção industrial de 2020.

Em junho, a produção industrial catarinense teve oscilação negativa de 0,3% na comparação com maio. Em relação a junho de 2020, o crescimento foi de 23,2%. A análise do Observatório Fiesc destaca que a revisão nos dados divulgados pelo IBGE apontou queda de 0,2% no indicador em maio – anteriormente, havia sido divulgada elevação de 0,1%.

A produção da indústria geral nacional também permaneceu com estabilidade no mês de junho.

Em julho, o embarque de produtos catarinenses para outros países teve alta de 31,1% frente ao mesmo período do ano passado. No consolidado dos sete primeiros meses de 2021, o avanço chegou a 18,2%, somando US$ 5,6 bilhões em exportações.

A produção do setor de metalurgia catarinense vem apresentando o melhor resultado da indústria de transformação no acumulado do ano, apesar da queda em junho. Conforme análise do Observatório Fiesc, após fortes choques sentidos nos meses de março a junho de 2020, a demanda oriunda do setor da construção reaqueceu a produção industrial, levando-a inclusive a patamares superiores aos observados no pré-crise. Máquinas e equipamentos, equipamentos elétricos e produtos de madeira, com forte demanda do exterior, atingiram patamares superiores ao pré-crise.

ProUni

Estudantes que não foram selecionados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) terão uma última chance de entrar este ano. Estão abertas as inscrições na lista de espera nesta quarta-feira (18).

Semana Brasil

A terceira edição da "Semana Brasil", proposta do governo federal para uma "Black Friday" brasileira, acontecerá de 3 a 13 de setembro com o objetivo de unir o poder público e a iniciativa privada para movimentar a economia. A edição deste ano tem tudo para ser maior do que as anteriores, e os varejistas devem levar em conta que os consumidores estão mais pragmáticos, realizando compras com mais consciência.

MEI

Os microempreendedores individuais (MEI) inadimplentes têm até o próximo dia 31 para regularizar a sua situação e não correrem o risco de perder o CNPJ. De acordo com a Receita Federal, mais de 4,4 milhões de empreendedores estão inadimplentes, o que representa cerca de 1/3 do total de inscritos.

Malwee

O CEO do Grupo Malwee Guilherme Weege, participa nesta quarta-feira (18), do CONARH, um dos principais eventos de gestão de pessoas da América Latina. Weege vai compor o painel “ESG no Brasil: Gente que faz”, ao lado do diretor-geral da Klabin Cristiano Teixeira, com mediação de Renata Faber, Head de ESG na Exame.

Telemarketing

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) abriu consulta pública sobre a proposta de definir o código 0303 para ligações de telemarketing. A Consulta Pública nº 41/2021 recebe contribuições até o dia 29 de setembro.

Natal

A Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul aprovou na terça-feira (17) o orçamento municipal para a decoração natalina. Neste ano, o investimento da Administração Municipal será de R$ 165 mil.

FGTS

A Caixa Econômica Federal depositará, até 31 de agosto, R$ 8,129 bilhões nas contas dos trabalhadores vinculadas ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os recursos correspondem a 96% do lucro líquido de R$ 8,467 bilhões do fundo em 2020.

 

PIB

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 1,2% em junho, na comparação com maio, e 10,1% em comparação com junho passado, segundo dados da Fundação Getúlio Vargas.

Apesar disso, na comparação entre o primeiro e o segundo trimestre do ano, houve um recuo de 0,3%. Comparado ao trimestre do ano passado, no entanto há alta de 12,1%.