O grupo Duas Rodas, líder brasileiro na produção de aromas e ingredientes para a indústria alimentícia, inaugurou nesta quarta-feira (25) o novo Centro de Tecnologia e Inovação (CTI) da empresa, na unidade de São Bernardo do Campo, em São Paulo.

Embora seja a nona economia do mundo, segundo dados internacionais, o Brasil consistentemente amarga posições baixas no quesito inovação e investimentos em desenvolvimento tecnológico, que caíram mais de 40% com os recentes anos de crise.

Empreendimentos como o CTI da Duas Rodas e o recentemente inaugurado Centro de Inovação de Jaraguá do Sul (CIJ) são de suma importância para recuperar o posicionamento brasileiro neste sentido - não condiz a um país entre as dez maiores economias do mundo não estar sequer entre os 50 maiores inovadores, triste realidade vivida pelo Brasil.

O espaço, que recebeu investimento de cerca de R$ 5 milhões, reforça a estrutura da Duas Rodas voltada à inovação, que já conta com um Innovation Center e sete Centros de Pesquisa, Desenvolvimento e Controle de Qualidade instalados na matriz, em Santa Catarina, e nas operações de São Paulo, Sergipe, Chile, Argentina, Colômbia e México.

O objetivo é que o CTI colabore para aproximar ainda mais a Duas Rodas dos clientes da Região Sudeste, de forma a incentivar que a forte cultura de inovação colaborativa da multinacional brasileira se conecte com um dos mercados mais importantes e dinâmicos do país.

O investimento da empresa jaraguaense em mais um espaço voltado para a inovação em suas operações pelo país ressalta a importância da inovação constante no mercado - não é "fazendo as coisas como sempre se fez" que o grupo chegou à sua posição como líder do seu setor, especialmente em um momento delicado como o atual, com queda nos investimentos em inovação pelo país.

Quer na própria cidade, quer em operações de empresas locais mundo afora, Jaraguá do Sul tem um imenso potencial de fomento da inovação - e o empreendimento da Duas Rodas é só mais uma demonstração desse fator.

Outras grandes empresas locais também se destacam por seu caráter inovador - caso da WEG, também líder em seu segmento - enquanto projetos desenvolvidos em incubadoras e aceleradoras locais trazem novas ideias à tona. O sucesso desses investimentos é mais do que bem vindo: é absolutamente necessário.

Falando em inovação...

Nesta semana a Spin Exponential Business deu início ao terceiro ciclo de aceleração de startups em Jaraguá do Sul e também ao primeiro abrangendo a cidade de Joinville, que agora conta com uma unidade da empresa.

Dessa vez, foram selecionados sete negócios dos quais os responsáveis começam a receber assessoria para se expandir no mercado. Neste terceiro ciclo, serão aceleradas as startups Iltech, a Tnah, 4Factory, Tempo Certo, Livti, Noiseless e Diário do Chá.

Em breve, além de Jaraguá do Sul e Joinville, a Spin também abrirá inscrições para startups em Blumenau.

Evento em Joinville aborda governança corporativa

Abordando temas como a Lei Anticorrupção Empresarial, a responsabilidade dos administradores, como implantar métodos de compliance e como se adequar ao melhor da governança corporativa, o advogado Márcio Monteiro Gea, Professor de Direito Societário e Governança Corporativa da Fundação Dom Cabral, sócio Sênior do Motta Fernandes Advogados e membro do corpo docente no Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem dará palestra para empresários catarinenses no dia 9 de agosto, das 14h às 17h30, no Bourbon Joinville Business. Informações pelo telefone(47) 99175-4920.

Cortes de irregularidades no INSS chegarão a R$ 5 bilhões

Até o final do ano, mais de R$ 5 bilhões gastos em benefícios da Previdência Social deverão ser cortados por causa de irregularidades, que estão em apuração no Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU).

O corte segue o trabalho de revisão de benefícios sociais feito pelo Comitê de Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas Federais (CMAP), criado em abril de 2016. Ainda não há estimativa de quantas pessoas perderão os benefícios por conta de fraude.

Até o fim do ano, serão revisados 553 mil auxílios-doença e mais de um milhão de aposentadorias por invalidez.

10ª Cúpula do Brics começa em Joanesburgo

Começou nesta quarta-feira a 10ª cúpula do bloco dos países emergentes  Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), com a presença de mais de mil delegados dos cinco países. O Bloco representa 26% do PIB mundial, crescendo de uma participação de 12% há dez anos.

O fórum começa em um momento delicado do mercado internacional, marcado por protecionismo dos EUA e temores quanto a uma guerra comercial com a China.

País perdeu US$ 3,99 bilhões em exportações para Aliança do Pacífico, diz CNI

O Brasil poderia ter exportado no ano passado US$ 3,99 bilhões a mais para a Aliança do Pacífico caso tivesse mantido a mesma participação no comércio exterior com este bloco verificada na última década.

O cálculo foi apresentado nesta terça-feira (24) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), dia em que chefes de Estado do Mercosul e da Aliança do Pacífico se reuniram no México - que integra a Aliança junto com Colômbia, Peru e Chile.

Quer receber as notícias no WhatsApp?