Abertura de empresas cresce 27,2%, segundo Serasa Experian

Foto Divulgação Foto Divulgação

Colunistas

Por: Pedro Leal

terça-feira, 06:04 - 08/06/2021

Pedro Leal

O indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian revelou a abertura de 343.811 novos negócios, uma expansão de 27,2% no comparativo entre fevereiro deste ano e o mesmo período de 2020. De acordo com o índice, as Sociedades Limitadas, formadas por dois ou mais sócios, impulsionaram o crescimento do mês registrando alta de 71,7%.

Para os Microempreendedores Individuais (MEIs), que representam 80,3% do total de empresas criadas, o aumento foi de 30,1%, enquanto as Empresas Individuais marcaram 1,7%.

Segundo o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, a criação de empresas em meio ao cenário econômico instável brasileiro confirma o empreendedorismo por necessidade; sem emprego, muitos trabalhadores veem na abertura de um CNPJ como MEI uma oportunidade para obter uma fonte de renda. Sem notar este paradigma, o dado gera uma ilusão de bonança, enquanto a realidade é outra: a de que falta estabilidade, o que empurra muitos a se arriscar no empreendedorismo.

“Abrir o próprio negócio no Brasil acabou se tornando um dos meios mais viáveis para geração de renda. Mesmo com um cenário delicado para muitas empresas do país, a estagnação negativa dos níveis de desemprego e o tempo mais curto das burocracias de abertura de empresas criam um ambiente que favorece a ideia de começar um empreendimento”, explica.

Dentre as mais de 300 mil empresas abertas em fevereiro de 2021, o setor de Serviços fica com a maior representatividade, com 231.839 novos negócios. No entanto, na análise do comparativo anual, o segmento do Comércio tem destaque, com alta com 37,8%.

Ainda na comparação interanual, todas as regiões do país tiveram alta. O Nordeste registrou a maior variação, com 37,1%. Em ordem decrescente estão o Sudeste (28,5%), Centro-Oeste (22,3%), Norte (21,6%) e Sul (19,6%).

Google

O Google foi multado em um total de 220 milhões de euros (US$ 267,7 milhões), em um acordo resolvendo um dos primeiros casos antitruste contra a gigante de buscas em todo o mundo, por parte de reguladores franceses, que alegam que a empresa abusou de seu papel de liderança no setor de publicidade digital. As informações são do Estadão Conteúdo.

A autoridade de concorrência da França disse na segunda-feira (7) que, além de impor a multa, aceitou os compromissos propostos pelo Google. Estes compromissos incluem promessas de tornar mais fácil para os concorrentes usarem suas ferramentas de publicidade online. Os compromissos serão obrigatórios por três anos.

Reorganização

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou para os próximos dias a efetivação da reorganização de sua diretoria, com o objetivo de “evoluir para atender às novas demandas de desestatizações e infraestrutura, bem como oferecer mais apoio a modelos inovadores de financiamento e ações socioambientais”. Nos dois anos da administração de Gustavo Montezano, foi criado um banco de serviços “robusto, o desinvestimento foi acelerado e o foco na sustentabilidade reforçado”, informou a instituição, por meio de sua assessoria de imprensa.

Projeções

As instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) aumentaram a projeção para a expansão da economia brasileira pela sétima semana consecutiva. A previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – subiu de 3,96% para 4,36%.

Para o próximo ano, a estimativa de crescimento do PIB passou de 2,25% para 2,31%. Em 2023 e 2024, o mercado financeiro projeta expansão do PIB em 2,50%.

A expectativa para a cotação do dólar permaneceu em R$ 5,30 para o final deste ano e de 2022, prevendo uma nova escalada da moeda, hoje cotada em R$ 5,05.

Inscrições abertas

Uma nova turma do Programa Internacional de Educação Executiva (PIEE) do Senai de Santa Catarina está com as inscrições abertas. Com o objetivo de aperfeiçoar o conhecimento em gestão empresarial utilizando a imersão como canal de aprendizado e networking, o programa capacita executivos, gestores e sucessores na utilização de ferramentas, práticas e técnicas mundiais.

O foco é em gestão e inovação, fundamentais na tomada de decisões estratégicas. Serão oito encontros com a temática Governança Corporativa: estruturas, práticas, sucessão e sustentabilidade, totalmente online com início no dia 27 de julho.

×