Lunelli reassume Prefeitura de Jaraguá do Sul após licença não remunerada

Foto Eduardo Montecino/OCP Foto Eduardo Montecino/OCP

Colunistas

Por: Patricia Moraes

quarta-feira, 01:43 - 14/02/2018

Patricia Moraes

O prefeito Antídio Lunelli (MDB) já retornou aos trabalhos depois da licença não remunerada. Uma das prioridades do governo é conseguir lançar este mês editais de licitação para pavimentação das 30 ruas previstas no pacote de financiamento de R$ 20 milhões do Badesc.

Crimes ambientais são investigados

Casos de supressão da vegetação, terraplanagem em Área de Preservação Permanente (APP), e extração ilegal de minério flagrados pela Secretaria de Planejamento e Urbanismo estão sendo investigados agora também pelo IGP (Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina). Técnicos estiveram no município na semana passada e analisaram os três locais onde os crimes foram identificados. O levantamento do IGP fará parte do inquérito criminal aberto pela Polícia Civil.

Segundo o secretário de Planejamento e Urbanismo, Eduardo Bertoldi, o trabalho do IGP contou também com imagens de drones que reforçam as suspeitas. Um dos crimes ambientais foi constatado na Vila Chartres, onde os fiscais flagraram supressão de vegetação, terraplenagem em APP e extração mineral ilegal. Uma empresa foi responsabilizada e teve apreendidas duas escavadeiras hidráulicas. A área afetada é de 20 mil metros quadrados, com declividade do terreno acima de 45 graus. Outro flagrante foi no bairro João Pessoa, onde os fiscais encontraram uma área de 885 metros já degradada, com supressão de vegetação e terraplenagem. Uma empresa foi responsabiliza pelo crime ambiental. A outra constatação foi de terraplanagem em APP e corte ilegal de vegetação no Boa Vista, um dos locais mais atingidos por deslizamentos. Os danos envolvem um espaço de 790 metros quadrados, numa encosta, onde já foi feito o plantio de mudas nativas para a recuperação.

Bertoldi lembra que a legislação federal prevê multas que podem ultrapassar R$ 300 mil, dependendo da gravidade e avisa que o governo vai intensificar o combate a este tipo de crime. “O município está agindo para que as leis ambientais sejam respeitadas, protegendo os recursos naturais, evitando a degradação do meio ambiente e, em consequência disso, trabalhando a prevenção de desastres naturais”, comenta o secretário, que ainda pede à população que denuncie casos suspeitos.

Folia em família 

Pré-candidato ao governo do Estado pelo MDB, o deputado federal Mauro Mariani deu um tempo nas articulações políticas e curtiu o Carnaval em família, em Rio Negrinho. Na foto, com a mulher, Cynthia, e as filhas Beatriz, Manoela e Rafaela | Foto Divulgação/OCP

Fila para cardiologista é de mais de um ano

Quem precisa de uma consulta na rede pública com um cardiologista em Jaraguá do Sul terá que contar com a sorte. A lista de espera, publicada no site da Prefeitura, tem 4.897 pessoas, o que faz um paciente ter que aguardar em média 378 dias para ser atendido. O número de crianças que precisam de consulta desta especialidade é menor; 212, mas a espera pode levar, segundo dados da própria Prefeitura, absurdos 712 dias. Segundo o secretário Jonas Germano Schmidt, o governo trabalha para mudar essa realidade. Mais um médico será chamado do processo seletivo realizado no ano passado e outras consultas serão compradas da rede privada.

Campanha com recursos próprios

Uma questão que ficou dependente na reforma política, o autofinanciamento foi definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que publicou uma resolução na qual permite que os candidatos financiem suas campanhas utilizando recursos próprios. Pelo calendário eleitoral de 2018, o tribunal tem até 5 de março para confirmar todas as normas para o pleito deste ano. Conforme o texto da resolução, “o candidato poderá usar recursos próprios em sua campanha até o limite de gastos estabelecido para o cargo ao qual concorre”. O teto de gastos este ano é de R$ 70 milhões para presidente; de R$ 2,8 milhões a R$ 21 milhões, para governador, conforme o número de eleitores; de R$ 2,5 milhões a R$ 5,6 milhões para senador; R$ 25 milhões para deputado federal; e R$ 1 milhão para deputado estadual.

Em foco

  • As alterações no secretariado do novo governo, sai Raimundo Colombo assume Pinho Moreira, já começaram, mas ainda não há definições sobre possíveis mudanças na ADR de Jaraguá do Sul.
  • O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico Carlos Chiodini (MDB) entrega hoje, às 15h na Amvali, o Plano da Bacia Hidrográfica do Itapocu.
  • Na semana passada, Chiodini esteve em Brasília onde teve uma pauta focada na obtenção de recursos para saúde. "Estivemos com o ministro Ricardo Barros para conversar sobre o Hospital São José, que é referência em gestão não apenas no Vale do Itapocu, e sim, em todo estado", disse. Participaram da audiência o presidente do Conselho do hospital, Paulo Chiodini, e o diretor executivo, Maurício Souto-Maior, além do senador Dário Berger e o deputado federal Mauro Mariani.
  • A Prefeitura vai equipar o Centro Administrativo, a Arena, o Arthur Müller, a Secretaria de Obras, e a pista de atletismo, com sistema de videomonitoramento. A expectativa de investimento é de R$ 355 mil.
  • Leitor do OCP e filiado ao PPS, o aposentado Antônio Berns diz que é pré-candidato a deputado federal. “Quero mostrar o que um deputado pode fazer quando quer e eu quero”, afirma.
×