Parte de um projeto da sociedade civil organizada através de entidades como a Acijs, a Fiesc e o Sesi, o projeto Jaraguá Mais Saudável será oficialmente lançado no dia 22.

Junto com o lançamento oficial do projeto, em desenvolvimento há três anos, será criada a Associação Jaraguá Mais Saudável.

A proposta central é tornar Jaraguá do Sul já referência em tantos setores também em qualidade de vida e hábitos saudáveis.

A ideia começou a ser desenvolvida em 2016 e no ano passado ganhou capítulo importante com a vinda ao município de especialistas do projeto Blue Zones, organização internacional dedicada a pesquisas sobre a longevidade da população, explica o coordenador do projeto e diretor regional do Sesi, Jefferson Galdino.

"Nossa atuação será principalmente no engajamento da comunidade para uma vida mais ativa, saudável e com propósito, além de abordar com ênfase a prevenção às doenças crônicas não transmissíveis.

 

Trabalharemos com três eixos: comer, mover e pertencer", explica Jeferson que acrescenta que a associação é só uma parte deste projeto.

O município já conta com forte engajamento no associativismo, no voluntariado e tem equipamentos de qualidade para promover uma vida saudável.

Jaraguá do Sul conta com mais de 80 pequenos parques com academia ao ar livre, mais de 20 hortas comunitárias e mais de quatro mil idosos são atendidos nos centros de convivência.

Além disso, o município tem hospitais de ponta, que são referência na região e programas como Proerd e Proeva, clubes e roteiro religioso que compõem um cenário de grandes possibilidades e alternativas diversas para um entretenimento saudável.

Articulação e recursos

O presidente da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, Marcelindo Carlos Gruner, esteve em Florianópolis no gabinete do deputado estadual Moacir Sopelsa acompanhado pelo diretor do Hospital São José, Mauricio José Souto-Maior.

Foram encaminhar ações para a saúde do município.

Peninha na liderança

Ao assumir a presidência do Fórum Parlamentar Catarinense, o deputado federal Rogério Peninha Mendonça (MDB) defendeu a necessidade dos representantes de Santa Catarina no Congresso formarem um time.

“A vontade de ver Santa Catarina crescer é maior que nossas divergências partidárias”, falou o novo coordenador.

O parlamentar usará o bom trânsito no Palácio do Planalto, é aliado de primeira hora do presidente Jair Bolsonaro, para buscar agilidade em obras estruturantes para Santa Catarina.

“Somos o sétimo estado que mais contribui em impostos para a União, mas a cada R$ 100 recolhidos, apenas R$ 18 retornam. Precisamos corrigir esta injustiça”, sentenciou Peninha.

CPI da Toga

 Os senadores Jorginho Mello (PR) e Esperidião Amin (PP) saíram derrotados na votação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que acolheu o relatório pelo arquivamento da CPI da Lava-Toga.

Os parlamentares catarinenses votaram a favor da instalação da CPI que pode investigar os tribunais superiores de Justiça.

O relatório agora vai ser analisado pelo plenário do Senado Federal. O outro senador do Estado, Dário Berger (MDB), não compõe a CCJ.

Saiu a nomeação

O presidente da Câmara Rodrigo Maia oficializou em seu gabinete a nomeação do deputado Fabio Schiochet como novo secretário da Secom - Secretaria de Comunicação Social da Câmara dos Deputados.

Schiochet se torna o primeiro deputado catarinense a ocupar este cargo. Ele terá como atribuição principal chefiar os processos que tornam as ações do legislativo federal acessíveis ao público por meio das emissoras de rádio e TV, portal da internet e serviços de relações públicas.

Com radares

A juíza Diana Wanderlei, de Brasília, determinou que o governo federal se abstenha de retirar radares das rodovias e impôs a renovação, em caráter de emergência, de contratos com concessionárias que fornecem os medidores de velocidade.

A magistrada atende a ação popular movida contra a União. A multa será de R$ 50 mil por unidade retirada.

"Deve-se, pois, primeiramente, realizar os estudos técnicos de forma isenta, fazer ponderações técnicas; para, só assim, traçar o planejamento, e ir, se for o caso, gradualmente substituindo a política anterior quando estiver efetivamente definida a nova política e em pleno exercício", determinou.

Encontro com vereadores

O presidente da Avevi, o vereador Arlindo Rincos encaminhou documento para a União dos Vereadores de Santa Catarina solicitando empenho da entidade para promover uma audiência com o governador Carlos Moisés e as associações regionais de vereadores.

Eles vão discutir o modelo de parceria que o Estado pretende implantar com as associações de municípios para a recuperação de rodovias.

Rincos sugere que sejam convidados também para o encontro os deputados estaduais que são membros da Frente Parlamentar de Infraestrutura.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?