Presidente municipal do MDB, Natália Petry, vê os protestos e a greve dos últimos dias com legitimidade “em função de uma política equivocada da Petrobrás e no Brasil, com consequências para manutenção dos caminhões em um país onde mais de 70% da produção é distribuída por este meio de transporte”.

Por outro lado, ela acredita que chegou a hora de avaliar melhor as consequências de uma possível radicalização. Natália cita os prejuízos ao agronegócio e os riscos de desabastecimento geral.

“É preciso coerência neste momento, a greve já está causando sérios prejuízos na vida de todos nós brasileiros”, declara.