A incansável AMA - Associação de Amigos do Autista, convida a comunidade a visitar seu Bazar beneficente. Na verdade, seria bem mais que uma visita. Entrar no Bazar da AMA é ‘servir’ se servindo. A propósito, não há outro denominador comum, quanto ao objetivo fim de nossa existência, senão o de ‘servir’.

As edições do Bazar da AMA, têm demonstrado que somos, orgulhosamente, uma sociedades que têm ascendido a padrões diferenciados de coexistência, porque melhor assimilamos a ideia de nos construirmos e nos desenvolvermos mutuamente. O que nos faz diferenciados por aqui, é esse padrão elevado de sociedade organizada, colaborativa e solidária. Compartilhamos de uma consciência mais acurada de unidade social e virtude cidadã. Com as devidas exceções, não existimos por existir, mas nos inserimos. Esta edição não será diferente.

Por isso, adentrar o Bazar da AMA é, antes de tudo, contribuir com a elevação do potencial humano, com a qualidade de vida, a solidariedade e a compaixão, visando uma sociedade mais evoluída. Nessa condição, o Bazar, sortido como está, tudo lhe servirá.

A missão voluntária da AMA não se sustentaria desconectada desse padrão social que nos é peculiar. Sua causa não tem um dono. Ela é da comunidade. Sendo assim, é importante ter consciência de que ‘ser servido sem servir, é apenas existir’. O Bazar da AMA lhe espera de portas e braços abertos.