Hoje é o Dia Mundial de Combate ao Acidente Vascular Cerebral (AVC). Segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a segunda maior causa de morte, porém 90% dos casos podem ser evitados. A cada quatro pessoas uma terá AVC. A informação e a prevenção são o melhor caminho.

O acidente vascular cerebral é a lesão aguda do tecido neurológico por processo de adoecimento originário dos vasos sanguíneos. São classificados em acidente vascular isquêmico ou hemorrágico.

O acidente vascular isquêmico ocorre pela obstrução aguda do vaso sanguíneo, enquanto o hemorrágico ocorre pelo rompimento dos vasos, com consequente extravasamento de sangue (“derrame”). Nos dois tipos, uma vez que o sangue, contendo nutrientes e oxigênio, não chega a determinadas áreas do cérebro, ocorre a perda das funções dos neurônios, causando os sinais e sintomas que dependerão da região do cérebro envolvida.

O Acidente Vascular cerebral isquêmico tem muitas causas, a principal é a falta de controle da pressão arterial, outros fatores envolvidos são: obesidade, sedentarismo, estresse, tabagismo, colesterol alto, fibrilação atrial. Já o hemorrágico é frequentemente provocado pelo descontrole da hipertensão arterial ou pela rotura de um aneurisma. No entanto, para ambos, há diversas outras causas, inclusive enfermidades reumáticas.

Mesmo sendo um evento muito grave com risco de óbito ou perda da capacidade funcional, o AVC tem tratamento, mas o tempo é determinante, visto que, a cada minuto, durante um evento cerebrovascular, perdemos cerca de 2 milhões de neurônios. Para o tratamento do AVC isquêmico, temos um medicamento chamado Alteplase, porém, ele só é seguro e efetivo se o paciente chegar no pronto-socorro em até 4 horas e 30 minutos do início dos sintomas, por esse motivo, o tempo é algo muito importante para os neurologistas. Já no AVC hemorrágico, a chegada precoce ao atendimento faz com que o controle pressórico adequado diminua o extravasamento de sangue no tecido cerebral, diminuindo danos.

Por isso, se você estiver próximo a uma pessoa que de maneira súbita perdeu força de um lado do corpo, está com dificuldade de fala, boca torta, desequilíbrio ou sensação de dormência nos membros, ligue imediatamente para o SAMU (192). Lembre-se, o AVC tem tratamento, mas precisamos que chegue o mais rápido possível ao hospital.