Foto Divulgação/Cerveja Maestro
Foto Divulgação/Cerveja Maestro

Olá, amigos cervejeiros e amantes da boa cerveja! Nossa coluna de hoje tem a colaboração do cervejeiro Oscar Freitas Jr. do Empório HomeBrew e aborda o grande feito de multiplicação das cervejarias brasileiras.

Na última sexta-feira (7), a Abracerva (Associação Brasileira de Cerveja Artesanal) divulgou um número surpreendente: o Brasil alcançou o número de mil cervejarias! Um feito histórico.

Somente no ano de 2019, foram 111 cervejarias registradas junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Trata-se de um efeito realmente grandioso, pois a expectativa era que somente seria alcançado no fim do ano.

Em termos de crescimento, foi um dos ramos que mais cresceu na economia brasileira.

“Para se ter uma ideia da expansão do segmento, o ano de 2009 terminou com 255 indústrias ativas. Em 10 anos, o número praticamente quadruplicou.”

O mais interessante é que, segundo o presidente da Abracerva Carlos Lapolli, as grandes fábricas multinacionais nesse mesmo período, não anunciaram nenhum número significativo de plantas novas, o que significa que as grandes responsáveis por esse surpreendente número são as cervejarias independentes, mostrando a força delas no mercado cervejeiro.

Isso representa uma avaliação bem significativa. Enquanto que as “gigantes”, praticamente estagnaram e em alguns casos até perderam valores monetários, as cervejarias independentes crescem num número absurdo.

Tal fato significa uma mudança definitiva no comportamento do consumidor. Ao invés da busca de cerveja estupidamente gelada e de poucos aromas e sabores, agora temos um número cada vez maior de pessoas procurando descobrir a diversidade que a cerveja pode entregar para ser apreciada. É uma mudança significativa de comportamento.

Harmonização

Hoje trataremos sobre as cervejas que harmonizam com feijoadas. De acordo com Oscar Freitas Jr, a Feijoada é um dos pratos mais tradicionais da culinária brasileira. O feijão faz parte da nossa construção sensorial desde criança.

Logo, escolher uma bebida para “casar” bem com ele é fundamental para resgatarmos e aumentarmos nossa experiência degustativa.

Do ponto de vista cultural, cervejas lagers sempre estiveram mais ligadas a essa harmonização. Elas também são cortes e leves que não atrapalham na degustação da feijoada. Cervejas como as Pilsens, Amber lagers e Munich Dunkel são indicadas nessa escolha.

Como sugestão de cervejas fabricadas na região para harmonizar com feijoadas indicamos a Rauchbier, da Königs, com seu defumado lembrando aromas e sabores que remetem a carnes e embutidos.

Também a Frade Negro, da Karsten, uma cerveja com suas características de extra foreign stout, a Stout da Maestro que harmoniza perfeitamente no paladar de uma feijoada com corpo alto.

Stout, da Maestro. | Foto Divulgação

E por falar em corpo alto, quem sabe uma experiência com uma Russian Imperial Stout das cervejas bem intensas da Stannis e da Cherokee. E uma American IPA da Hardbop para dar uma certa “quebrada” na gordura e limpar o paladar.

De qualquer forma, a escolha é livre e todas as combinações são válidas desde que sua experiência seja única!

Se for dirigir não beba! Produto destinado para maiores de 18 anos. Seja consciente!

Maestros Cervejeiros

Fábio Stein, Júlio Silva e Sidnei Ramthun
[email protected]
www.cervejamaestro.com.br
(47) 3054 4480