Olá, amigos cervejeiros e amantes da boa cerveja! Hoje nossa coluna vai abordar a tão afamada lei de Pureza Alemã, a Reinheitsgebot. Uma lei que possui mais de 500 anos e tem sido a baliza para estabelecer as diretrizes da escola alemã de cervejas.

A Reinheitsgebot é uma lei que foi instituída em 23 de abril de 1516, pelo Duque da Baviera, Guilherme IV.  Ou seja, uma lei que, na sua criação, ficou restrita à região da Baviera. Sua tradução significa "exigência de pureza".

Diz a lenda que o que motivou o Duque a criar a tal lei foi uma intoxicação com cervejas que utilizavam diversos ingredientes, gerando uma baita ressaca no dia seguinte.

Desta forma, o Duque instituiu uma lei que resguardava que a cerveja da Baviera poderia utilizar somente três ingredientes: malte de cevada, água e lúpulo.

Lembrando que foi somente no século 19 que Louis Pasteur descobriu as leveduras existentes no processo de fermentação.

A partir de 1906, a Reinheitsgebot foi estendida a toda a Alemanha, e ao longo do século 20 foram implantadas algumas modificações e incorporações, para se adequar e fazer frente ao mercado internacional, como o uso das leveduras (fermentos) e a adição de outros cereais, como trigo e um número limitado de açúcares e corantes, principalmente nas cervejas para exportação.

Portanto, mesmo com algumas pequenas mudanças, após 500 anos a Reinheitsgebot restringe inovações e alguns modismos na escola alemã, e busca na sua tradição a perenidade das clássicas cervejas como as Kölsch, Wittbier, WeizenBier, Bock, entre as muitas produzidas na Alemanha.

Destaque

O destaque de hoje é para a cerveja Weiss, da Maestro. Uma cerveja que respeita a Reinheitsgebot atualizada. É uma cerveja tipo weizenbier.  Típica do sul da Alemanha, a Weiss é clara e tem um leve sabor frutado que lembra banana. Talvez por isso dizem que é comum os alemães da Baviera tomarem Weiss no café da manhã.

Para quem está começando ou já se sente quase um especialista, a Weiss Maestro conquista e surpreende da mesma forma. Possui um amargor baixo, aroma de cravo e banana caramelizada, e sabor com notas de banana e cravo.

Weiss, da Maestro. | Foto Divulgação

Ela harmoniza muito bem com queijos e embutidos. Tem graduação alcóolica de 4,3% e IBU de 9,7. Sendo seus ingredientes somente água, malte de cevada, lúpulo, trigo e fermento.

Além da Weiss, a Maestro produz a cerveja Kölsch com a lei de pureza alemã, e brevemente lançará uma cerveja tipo Bock, que foi produzida de forma colaborativa com as Cervejarias PrimerÓh e RiverFalls. Agora ela está em processo de fermentação e maturação. Aguardem!

Se for dirigir não beba! Produto destinado para maiores de 18 anos. Seja consciente!

Maestros Cervejeiros
Fábio Stein, Júlio Silva e Sidnei Ramthun
maestro@cervejamaestro.com.br
www.cervejamaestro.com.br
(47) 3054 4480