Foto Wikiquote
Foto Wikiquote

Apesar de muito antigas, as lições de Marco Aurélio, conhecido comumente como o último entre os “cinco bons imperadores” da Roma Antiga, entre 161 e 180 d.C., ainda ressoam como verdadeiras e, no caso especial do Brasil, atuais.

Marco Aurélio carregou o Império sobre seus ombros, o mantendo de sua queda inevitável e testemunhando o pior: o declínio da saúde nacional, uma esposa promíscua, uma guerra civil traiçoeira, uma peste exterminando seu povo aos milhões, ameaças de batalhas e instabilidade em todos os cantos do Império. Muitos em sua posição teriam caído na loucura, sob o estresse que era seu fardo diário.

Mas Marco Aurélio perseverou. Como? Isto ele detalhou em seu diário pessoal, “Meditações”, o maior clássico do estoicismo(1), onde registra conselhos morais e psicológicos a si mesmo, a partir do mote “buscar se tornar a melhor versão de si mesmo” para livrar-se da ansiedade e sofrimento.

Tudo isso, resumido em sua famosa citação: “hoje, escapei à ansiedade, ou melhor, dispensei-a, porque ela estava em mim, na minha perspectiva e não no mundo exterior”.

Todo empreendedor ou líder enfrenta desafios ao lidar com ansiedade, expectativas e decepções. Quanto a isso, Marco Aurélio ensina que “o medo faz mais mal do que as coisas das quais se tem medo”, “é tolice sofrer por antecipação”, “deve-se trabalhar com afinco apenas naquilo que se pode controlar” e “não se deve idealizar um mundo diferente daquilo que ele realmente é”. Só assim, um líder conseguirá suportar sofrimentos inimagináveis e sobreviver à ‘babel’ mundial.

O estoicismo(1), como antídoto para as dificuldades da vida e catalisador da resiliência humana, prega a calma no meio do caos e a boa vida em um mundo imprevisível, tudo a partir da aceitação de que o que mais existe são “coisas fora do controle próprio”.

Mas, nada a ver com conformismo: “não se propõe uma passividade em relação à vida, mas, sim, a aceitação às coisas que estão além do controle próprio ou que já aconteceram", diz Donald Robertson(2).

A escola estoica está presente no cristianismo, no budismo e no pensamento de diversos filósofos modernos, além de ter influenciado a chamada Terapia Cognitivo-Comportamental.

Em resumo, a aplicação das lições precursoras de Marco Aurélio, baseadas em “deixar para trás aquilo que não está sob o controle próprio e ‘focar duro’ naquilo que se pode controlar”, bem como “não esperar que o mundo seja como se deseja”, possibilita ter-se uma vida mais tranquila, isto é, blindada aos infortúnios.

Enfim, se for possível viver com sabedoria, sob a guia da razão (isto é, com pouca emoção), com controle de julgamentos, opiniões e valores, floresce-se e realiza-se todo o potencial próprio como ser humano.

Deus dá esta capacidade a cada um e só cabe sabê-la usar da maneira apropriada para não se minguar frente às adversidades da vida e estar-se sempre preparado até para o pior.

Que toda esta sabedoria criada pelo romano Marco Aurélio ajude, inclusive, no enfrentamento de situações criadas por maus servidores brasileiros como o seu xará (3) do STF.

(1): Estoicismo, movimento filosófico que preza a fidelidade ao conhecimento, desprezando todos os tipos de sentimentos externos, como a paixão, a luxúria e demais emoções

(2): Donald Robertson, filósofo e psicoterapeuta escocês especialista na relação entre terapia cognitivo-comportamental moderna (TCC) e filosofia clássica grega e romana
(3): Marco Aurélio Mendes de Farias Mello, Ministro do Supremo Tribunal Federal, desde 1990, nomeado pelo seu primo Fernando Collor de Mello.

Disponível para compra na Grafipel, em Jaraguá do Sul. Também com dedicatória personalizada, diretamente com o autor.

Emílio da Silva Neto

Dr. Eng. Industrial, Consultor/Conselheiro/Palestrante/Professor (*) Sócio da ‘3S Consultoria Empresarial Familiar’ (especializada em Processo Decisório Colegiado, Governança, Sucessão, Compartilhamento do Conhecimento e Constituição de Conselhos Consultivos e de Família). Doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento

Curriculum Vitae: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4496236H3

Tese de Doutorado: http://btd.egc.ufsc.br/wp-content/uploads/2016/08/Em%C3%ADlio-da-Silva.pdf
Contatos: emiliodsneto@gmail.com | (47) 9 9977-9595 | www.consultoria3S.com