Ser ótimo ator é fundamental para a vida artística, principalmente para protagonistas de filmes e peças teatrais. E, lógico, muitas vezes, também, nos revezes do dia a dia, para uma pacífica convivência familiar, social e laboral.

Contudo, no mundo do trabalho, manter-se autêntico – reconhecendo e priorizando vontades próprias – pode fazer muito bem não só para a empresa, como, também, para o sucesso pessoal na forma de uma carreira ascendente.

E não é fácil ser/manter-se autêntico, pois sofre-se pressões de toda ordem e origem, para se tornar “melhor” em cada fase da vida, pressões estas que vêm da família, amigos, colegas de trabalho, superiores hierárquicos e de cada um por si próprio. O pior é que nem sempre – aliás, quase nunca – esse “melhor” é algo unânime e isto gera um conflito de expectativas próprias e de terceiros.

Sim, administrar pressões e expectativas colocadas nos ombros é tarefa difícil, mas, indispensável. Para se ser autêntico, precisa-se compreender e priorizar as vontades próprias diante de tanto turbilhões, padrões e estereótipos de sucesso. É grande desafio, mas que pode ser um diferencial e tanto à vida profissional.

Mas, ‘por que ser autêntico’ ? Porque a par de se ter uma essência base, hoje pode-se “estar” quem se é, e, amanhã, algo transformando-se, “estar-se” outra pessoa. Ser autêntico é, também, melhorar sempre e, se for o caso, mudar de rota, mas sem distorcer a essência, apenas adquirindo mais maturidade.

É preciso, no entanto, buscar um ponto de equilíbrio, já que a autenticidade mal cuidada pode trazer uma miopia e, até mesmo, se tornar uma arrogância, pois ser autêntico também é ser humilde, ouvindo opiniões e aproveitando os feedbacks para crescer, já que nem sempre estar-se-á certo ou ter-se-á todas as respostas.

E, ‘o que é ser autêntico’ ? É pensar criticamente e tomar melhores decisões de acordo com planos próprios, mesmo que o caminho seja mais difícil ou implique voltar atrás em alguma decisão, por compreensão superficial da realidade, falta de autoconhecimento ou desalinhamento entre expectativas e vida real.

Ser autêntico é estabelecer o seu espaço, impor respeito e blindar-se em algumas situações no trabalho, onde, no geral, os profissionais “dentro do quadrado” sobrevivem facilmente, mas só os autênticos se destacam, por respeitarem sua essência e suas crenças, assumindo suas vontades e priorizando suas próprias expectativas.

O problema é que grande parte dos profissionais não consegue ser autêntica no ambiente de trabalho, o que torna extremamente complicado enfrentar as atuais cargas de trabalho intensamente demandantes.

Sem poder ser eles mesmos e desempenhando papeis não alinhados com valores e propósitos próprios, entram no ‘piloto automático’, realizando ações sem a agilidade necessária para o momento atual.

Assim, deve-se procurar trabalhar em empresas que compreendam o âmago (a essência) de cada profissional, respeitando e estimulando a autenticidade. Em ambientes adversos, há que se procurar brechas, para surpreender quando possível, saindo do óbvio, permitindo-se ousar, sendo si mesmo.

Por fim, vale alertar que quem pretender ascender na pirâmide hierárquica, mediante a assunção de papeis artificiais, isto é, não coadunantes à autêntica essência (valores e propósitos), adquirirá carga mental insuportavelmente patológica.

Ou seja, como, raramente, fins justificam meios e ser autêntico nada tem a ver com dupla personalidade, vale permitir ‘aparas em galhos e folhas’, mas nunca deixar-se ‘podar pelo meio’. Jamais!

Disponíveis para compra na Grafipel/Jaraguá do Sul.

Também, com dedicatória personalizada, diretamente com o Autor

Emílio Da Silva Neto

Dr. Eng., Industrial, Consultor, Conselheiro, Palestrante, Professor (*) Sócio da ‘3S Consultoria Empresarial Familiar’ (especializada em Processo Decisório Colegiado, Governança, Sucessão, Compartilhamento do Conhecimento e Constituição de Conselhos Consultivos e de Família). Doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento.

Curriculum Vitae: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4496236H3
Tese de Doutorado: http://btd.egc.ufsc.br/wp-content/uploads/2016/08/Em%C3%ADlio-da-Silva.pdf
Contatos: emiliodsneto@gmail.com | (47) 9 9977-9595 | www.consultoria3S.com