Uma cidade deve ser entendida como sistema social que, na condição de organismo vivo, assume um sentido de construção coletiva. Por essa perspectiva, ela é, em essência, um pouco de cada um de seus habitantes. É sob essa condição que ela vai moldando sua identidade, caráter e tamanho. Por isso, é possível afirmar que “toda cidade é do tamanho do coração e dos sonhos daqueles que a habitam”.

Naturalmente, os indicadores estruturais de caráter econômico, social, político e cultural, são determinantes para dimensionar e qualificar uma cidade. No entanto, eles não determinam, necessariamente, sua grandeza, já que essa é uma percepção particular que deriva do sentimento de “pertença”.

Vale destacar que esta é uma característica muito pulsante em nosso povo ordeiro, alegre e varonil. O padrão de conduta de nossa gente, comprova que construir uma comunidade não é tarefa exclusiva do poder público. Aqui o perfil de cidadão que mais se evidencia é o que se preocupa em plantar uma árvore, não sujar as ruas e praças, não poluir, reciclar seu lixo, cuidar de sua calçada, denunciar o vandalismo, respeitar a faixa de pedestres, cumprimentar o gari, dar carona ao colega de trabalho, doar parte de seu tempo a um voluntariado, cobrar e fiscalizar o poder público, entre outras tantas atitudes construtivas.

Na verdade, já emplacamos “146 motivos para viver Jaraguá.” Então, que todos esses motivos, sejam tão contagiantes e transformadores a ponto de garantirmos uma cidade cada vez mais humana, justa, saudável, inteligente e sustentável.

A Rede OCP de Comunicação, comprometida com sua missão de informar e conectar as pessoas com os fatos que impactam a vida, expressa sua digna homenagem à vibrante Jaraguá do Sul, por meio dessa Edição Especial, manifestando desejos de que siga sendo, no Brasil, uma referência de sociedade.