Por Nelson Luiz Pereira - conselheiro editorial do OCP

Basta um breve retrospecto da história, partindo-se da 2ª Guerra Mundial, para nos darmos conta de que a população global passou dos 2,4 bilhões de terráqueos em 1945, para 7,8 bilhões em 2020.

É inquestionável o devastador impacto dessa explosão demográfica sobre o ecossistema do planeta. Assim como, é desalentadora a histórica negligência para com a proteção e preservação do meio ambiente.

É incontestável, notadamente, que a humanidade tenha, há muito, ultrapassado a biocapacidade do Planeta. O processo de desenvolvimento com exploração das riquezas naturais é necessário e compreensível, porém, deve coexistir com a necessidade e responsabilidade de preservação, para garantir sustentabilidade às atuais e futuras gerações.

Para isso, há a criatividade humana e abundância tecnológica a nosso dispor. E se à criatividade e tecnologia, somarmos a inovação e conscientização, teremos exemplos inspiradores como o registrado em nosso vizinho município de Massaranduba, agraciado com um dos maiores prêmios ambientais do Brasil, o “Expressão de Ecologia”.

O inovador projeto coordenado pela Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente, da Prefeitura, fundamentado em programa de extensão, “Educação para transformação”, da Universidade do Vale do Itajaí, promove, em sua essência, a participação ativa da mulher na agricultura, de forma sustentável.

Tem como objetivo, ensinar gestão ambiental para mulheres agricultoras por meio da educação e percepção ambiental, adotando medidas agroecológicas para o desenvolvimento sustentável das propriedades rurais. Que projetos visionários como este, inspire e contamine nossa região, o estado, o Brasil e o planeta.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul