Com a pandemia, a busca por oportunidades e novos investimentos teve seu rumo modificado. Empresas que estavam em negociação para aquisição ou parceria com outras companhias passaram a interrompê-las. Por outro lado, aquelas que buscavam em outras empresas novos investimentos voltaram a questionar sobre a saúde financeira das companhias que estavam no seu radar.

As negociações, entretanto, não deixaram de ser uma oportunidade. Se antes as empresas vislumbravam a destinação do seu capital como forma de investimento, hoje este modelo foi reformulado e passou a ser também uma estratégia para aqueles interessados na reestruturação e fortalecimento do seu negócio, ou até mesmo na busca de novos mercados para enfrentamento dos efeitos sofridos pelo Coronavírus (Covid-19).

Além disto, com a pandemia, muitas empresas ficaram fragilizadas e passaram a necessitar de caixa. Em contrapartida, outras empresas com dinheiro em mãos passaram a demonstrar interesse na alocação de recursos e renegociação de dívidas.

Portanto, a busca por novas oportunidades passou também a ser vista como uma estratégia para mitigar os riscos enfrentados pelas empresas. A exemplo disto, há empresas que estão aproveitando este momento para realizar a união de forças e sinergias entre concorrentes e players de mercado, que possuem produtos similares ou complementares, para colher diferenciais competitivos e uma alavancagem saudável. Trata-se de uma estratégia de sobrevivência e diferenciação.

Outra tendência que se tem visto, também, é a grande movimentação das empresas no direcionamento de atuação dos seus negócios. Com a mudança comportamental da população, diversas empresas têm focado em produtos com maior vasão e perfil de produtos que agreguem valor neste momento, enquanto outras tentam se reerguer apostando em novos mercados.

Por isso, pensar de forma negativa sobre o Coronavírus é inevitável, pois gerou também impactos nas mais diversas empresas e organizações, independentemente do seu porte. Mas deixar de agir positivamente através de novas estratégias e oportunidades pode ser um risco maior ainda.

Portanto, a reestruturação do seu negócio de forma segura pode ser, além de uma alternativa, também uma nova perspectiva para o fortalecimento das empresas.

Artigo elaborado pela advogada Daniele Janssen, inscrita na OAB/SC sob o n.º 45.800. Pós-graduada em Direito Societário pelo INSPER-SP. Atua nas áreas de Direito Societário, Reorganização e Planejamento Societário, Sucessório e Proteção Patrimonial na Mattos, Mayer, Dalcanale & Advogados Associados.