No dia 22 de novembro, comemora-se o Dia do Músico. Aquele profissional que toca, que ensina e cria música, seja como profissão, hobby ou como animador de algum momento especial. Muitos músicos, para cumprir esse seu propósito, formam bandas. De acordo com o dicionário, a palavra banda remete a um “grupo de instrumentistas”, ou seja, pessoas que tocam diferentes instrumentos musicais. Quando falamos em banda, não podemos deixar de falar da Banda de Pais Marista!

Em 2017, surgiu a ideia de criarmos uma banda dentro do Colégio Marista São Luís. O intuito era termos um grupo acompanhando os eventos que realizamos, como as Cantatas de Natal, celebrações de Páscoa e musicais. Aos poucos, fomos criando vínculos que são fundamentais para equilíbrio entre todos os participantes, sempre valorizando cada um dentro de seus limites e trocando ideias constantemente.

Nossos ensaios são marcados dentro das possibilidades das agendas de cada integrante. Existe muita parceria entre todos e o que mais nos contagia é a alegria de nos encontrarmos e fazermos o que gostamos — por profissão, hobby ou pela família. Hoje, temos famílias inteiras participando e muitos dos nossos participantes começaram desde crianças a despertar para a música.

Mesmo em meio à pandemia, não paramos. Realizamos gravações de peças e a “Live da Banda de Pais”, que trouxe as nossas vivências e experiências e mostrou como é importante o papel da música na vida das pessoas, não importa se tocada por elas ou apreciada. No Natal, mostramos música gravada em nossos lares para aquecer o espírito natalino de muitas famílias em suas casas. Tocamos músicas tradicionais, músicas que marcaram momentos de 2020 na escola e músicas que levaram a memória a muitos momentos especiais, dentre eles alguns do início de nossa história como banda.

Dentro de conceitos e significados, nossa banda é especial, pois todos se doam dentro das possibilidades de agenda, dos horários de ensaios e momentos de apresentação. Somos um grupo que encanta com simplicidade e brilho no olhar. A cada apresentação, muitos desafios são superados e a qualidade sonora é harmonizada cada vez mais. A todos que fazem parte: gratidão! Música se faz em casa, na rua, na escola, no palco ou fora dele; nasce dentro da gente. E você, está pronto para começar?

Eliana Dumke Haffermann é Pedagoga Especialista em Educação Musical e professora de Música e Linguagem Musical no Colégio Marista São Luís