Nesta terça-feira (23), completamos um ano de clínica aberta em Jaraguá do Sul. Lá em 2009, quando decidi estudar fisioterapia, sonhava em ajudar as pessoas, ajudar quem estava sofrendo a deixar de sentir dor e principalmente manter essa pessoa ativa, fazer com que ela pudesse um dia voltar a fazer os exercícios que tinha deixado de fazer.

Em 2014, quando comecei a me aprofundar nos estudos sobre coluna vertebral, comecei a perceber que a principal queixa entre os pacientes era deixar de realizar coisas que antes gostavam de fazer, como caminhar, correr ou jogar futebol. O que mais me espantava era ver algumas vezes esses mesmos pacientes dizendo que outros profissionais haviam falado que eles nunca mais poderiam executar essas práticas esportivas novamente. Particularmente, nunca concordei com isso.

Lógico que cada caso é um caso, mas, na sua grande maioria, as pessoas podem e devem se manter ativas. Nosso papel é preparar esse paciente para que ele consiga retornar às práticas esportivas. Hoje, tenho pacientes com diagnóstico de hérnia de disco que jogam futebol, basquete, futebol americano e praticam corrida sem problema algum.

Quando conheci o sistema do ITC Vertebral consegui achar dentro da fisioterapia um tratamento que pensasse em tudo, não somente em eliminar a dor do paciente, mas também restabelecer a biomecânica da coluna por meio de técnicas de fisioterapia manual e principalmente estabilizar a coluna desse paciente. Pensar apenas na dor do paciente é a mesma coisa que enxergar apenas a ponta do iceberg. Dor não é causa do “problema” e, sim, sintoma.

Nosso tratamento visa eliminar ou estabilizar a causa do problema para que aí sim a dor deixe de existir. Em 2015, quando trabalhava na unidade de Joinville, comecei a ter muitos pacientes que se deslocavam de Jaraguá do Sul e região para se tratar lá comigo. Então, vi ali a oportunidade de realizar um grande sonho meu, de ter minha própria clínica e, ao mesmo tempo, voltar a Jaraguá do Sul e finalmente poder realmente começar a ajudar as pessoas daqui. Como todo início, o meu também foi muito difícil e havia muita desconfiança por ser um negócio novo na cidade, onde muitos não tinham ninguém para pedir referência de tratamento.

Aos poucos, com muito esforço, trabalho e dedicação, fomos mostrando à comunidade de Jaraguá do Sul que poderia contar conosco para tratar seus problemas de coluna. Hoje, quero apenas agradecer a todos os meus pacientes, que acreditaram nesse sistema premiado de tratamento e que hoje podem ter uma vida normal, uma vida sem dor na coluna.

Quero também convidar a você, que sofre de dores na coluna, que já tentou de tudo sem ter uma melhora consistente, que venha nos fazer uma visita. Venha ter uma conversa comigo, assim posso te mostrar que podemos sim cuidar de você e que você não precisa parar de fazer tudo o que gosta por causa da sua coluna. Nós podemos te ajudar a ter uma vida melhor.