A insatisfação com os atrasos nas obras das rodovias SC-108 e BR-280, que são de responsabilidade dos governos estadual e federal, foi tema da assembleia geral da Associação de Câmara e Vereadores do Vale do Itapocu (Avevi) realizada na noite de sexta-feira (14) na Câmara Municipal de Schroeder.

Participaram do encontro vereadores e deputados da região do Vale do Itapocu. O principal assunto foi a demora na recuperação do km 34 da SC- 108 que vem trazendo prejuízos tanto para a economia quanto para a mobilidade de toda a região e a diminuição de recursos para a duplicação da BR-280.

Segundo deputado estadual Vicente Caropreso (PSDB) a recuperação da 108 sempre esteve em sua lista de prioridades junto do governo estadual. Caropreso foi um dos interlocutores da região para cobrar do governador Carlos Moisés (PSL), do secretário da Defesa Civil de SC Coronel João Batista e do ex-secretário da Infraestrutura Carlos Hassler, prioridade para a obra.

Caropreso comentou que na semana passada encaminhou documento quando esteve reunido com o novo secretário de Infraestrutura Thiago Vieira para solicitar que o governo coloque a 108 como prioridade. Além disso, o deputado também disse estar insatisfeito com a fraca atuação do governo para agilizar os trabalhos nesta rodovia.

O deputado disse que será criada uma força-tarefa em prol da 108 e que soube por meio do novo secretário de Infraestrutura que a intenção é desta pasta assumir a obra, até agora coordenada pela Defesa Civil de SC.

O deputado federal Carlos Chiodini (MDB) descreve a situação da SC-108 como uma vergonha. Para ele houve uma má condução nos trabalhos de recuperação da rodovia por falta de experiência deste governo. De acordo com Chiodini para acelerar a obra deveriam ser alocados recursos do governo estadual. Outra preocupação do deputado é com as condições da empresa contratada. Ele sugeriu que seja revisto o contrato.

Moradores de Guaramirim entregaram um abaixo-assinado solicitando também um trevo no acesso aos Bairros Escolinha e Guamiranga. Alguns sugeriram também um novo traçado para a SC-108, devido a dificuldade na execução da obra e os constantes deslizamentos. Este novo trajeto passaria pela localidade de Ponta Comprida em Guaramirim. O projeto já estaria pronto.

BR-280

A duplicação da BR-280 entre Jaraguá do Sul e São Francisco do Sul também foi tema de discussão durante a assembleia da Avevi na sexta-feira.

O fato de mais uma vez ser diminuído o volume de recursos a serem repassados pelo governo federal, que segundo o Dnit ficarão em apenas R$ 73 milhões quando o valor estimado para o andamento das obras seria de R$ 370 milhões, conforme o planejado, ou seja 80% a menos, voltou a causar preocupação.

Chiodini comenta que para interferir nesta situação está sendo pleiteado junto com a bancada catarinense em Brasília mais R$ 100 milhões.

“Queremos incluir este valor no Orçamento Geral da União. Pedimos mais respeito à Santa Catarina”, comentou.

Nesta semana, deputados e vereadores da região devem definir novas ações para acelerar os trabalhos nas rodovias e cobrar dos órgãos competentes a agilização das obras nas duas rodovias. Os vereadores da região também pretendem sugerir ao governo do Estado que na obra da duplicação do trecho urbano da BR-280, que está em andamento, seja incluído o elevado no acesso a Massaranduba e a segunda ponte do portal sejam feitas ao mesmo tempo.

 

Recursos para o Hospital Jaraguá

A deputada federal Geovania de Sá (PSDB) anunciou emenda no valor de R$ 200 mil para auxílio no custeio do Hospital e Maternidade Jaraguá (HMJ) na sexta-feira (14) durante encontro com o presidente do Conselho Administrativo do HMJ Charles Alfredo Bretzke, o conselheiro Dieter Janssen, a gestora assistencial Karine Klein, a gestora do Centro de Imagem e Medicina Nuclear Roseli Catarina Corezzolla e a coordenadora de projetos sociais Josiane Gonzaga dos Santos.

O deputado estadual Vicente Caropreso acompanhou a parlamentar junto com o presidente da Câmara de Vereadores Isair Moser. O Hospital Jaraguá é referência em UTI neonatal e pediátrica, UTI adulta, maternidade, centro cirúrgico, unidades de internação, banco de leite humano e serviço de diagnóstico por imagem.

Foto: Divulgação

Protesto

A manifestação que marca um ano do deslizamento no km 34 da SC-108, na altura da Vila Freitas, em Guaramirim, está marcada para esta terça-feira (18) a partir das 8h.

Os moradores dos bairros Rio Branco, Ponta Comprida, Figueirinha, Barro Branco, Tibagi e Jacu-Açu prometem fechar a rodovia até às 10h quando será cortado um bolo como uma forma simbólica de “aniversário” do desmoronamento no local e que teve reflexos negativos tanto na mobilidade quanto na economia da maioria das cidades do Vale do Itapocu. A previsão de conclusão da obra no local é de 30 de março.

Mudança

A Câmara de Vereadores de Guaramirim aprovou na semana passada a reestruturação de alguns cargos na Prefeitura. Foi extinto o cargo de gerente de assuntos gerais que era ligado ao Hospital Santo Antônio e criado o de gerente de pavimentações que fica subordinado à Secretaria de Planejamento e Urbanismo. Já no gabinete foram extintos os cargos de assessor de comunicação e assistente de gabinete e criados os cargos de diretor de gabinete e diretor de comunicação.

Parcerias

Decreto assinado pelo governador Carlos Moisés na última semana estabelece a regulamentação do Programa de Parcerias e Investimentos do Estado (PPI-SC). O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado e já está em vigor.

O PPI-SC tem como objetivo celebrar as parcerias entre o Estado e a iniciativa privada para execução de serviços públicos, empreendimentos públicos de infraestrutura e de outras ações de desestatização. Segundo o chefe da Casa Civil, Douglas Borba, o programa é uma forma de desonerar os cofres públicos e garantir mais desenvolvimento econômico para o Estado, com oportunidades de investimento e emprego.

Central de intérprete

O professor Paulo Sérgio Praxedes, presidente da Associação dos Surdos de Jaraguá do Sul, solicitou semana passada na Câmara de Vereadores de Jaraguá que seja implantada uma central de intérprete própria da Prefeitura jaraguaense e que, pelo menos, dois profissionais de tradução da língua de sinais estejam à disposição da comunidade surda para facilitar a comunicação com este público.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul