O ex-prefeito de Jaraguá do Sul e pré-candidato a governador Antídio Lunelli enviou nota à imprensa ontem (13) em que destaca que não desistiu de concorrer pelo MDB ao governo de SC.

Os rumores de que Lunelli estaria fora da disputa foram motivados por comentários sobre a reunião que aconteceu na terça-feira (13) em Florianópolis, promovido pelos deputados estaduais do MDB, para ouvir os prefeitos e vices do partido sobre a construção de um projeto viável para participação do partido nestas eleições.

Um dos pontos discutidos seria o desejo do MDB formar um aliança com o governador Carlos Moisés (Republicanos).

Ao ser procurado pela imprensa, Antídio Lunelli, que inclusive lançou sua pré-candidatura ao governo do Estado no dia 2 de abril, quando também se afastou da Prefeitura jaraguaense, enviou uma nota em que destaca que "É um momento conturbado. Mas, como sabemos, o MDB é um partido grande e com muitas lideranças, não é fácil acertar as melancias nesta carroça, como diriam nossos pais", comentou e emendou: "Eu não desisti de nada, não sou homem disto. Se fosse assim, não teria chegado onde cheguei, e nem construído o que construí, junto com tantas pessoas do bem."

Em outra parte da nota, Lunelli destaca que continua na caminhada "por uma Santa Catarina melhor, mais justa e pujante, que é uma característica do povo catarinense. Para isso, sigo dialogando com diversas lideranças políticas."

Antídio finaliza a nota dizendo que não está sendo usado por ninguém, "e aqueles que me atacam e atacam quem está próximo a mim têm um único objetivo: desvirtuar o desejo de união por um projeto vencedor."

Em Brasília

Em viagem a Brasília, o prefeito Luís Chiodini (PP) confirmou R$ 5 milhões em recursos de emendas parlamentares. Destes, R$ 4,25 milhões são do deputado Fabio Schiochet (PSL), R$ 650 mil do deputado Darci de Matos (PSD) e R$ 100 mil da deputada Carmen Zanotto (Cidadania).

Segundo o prefeito, os valores serão investidos principalmente em obras de infraestrutura e saúde. Parte dos recursos também serão aplicados para a realização de cirurgias no hospital Santo Antônio. Fizeram parte da comitiva que foi com o prefeito a Brasília o secretário de Administração e Finanças Jiuvani Assis Assing, a gestora de convênios Dileta Kauling, a vereadora professora Maria Rosana e o presidente da Câmara de Vereadores Osvaldo Barbosa (PP).

Foto: Divulgação

 

Bolsa

Os vereadores de Jaraguá do Sul aprovaram três projetos de lei que alteram as regras de concessão das bolsas para médicos residentes no município, na sessão de terça-feira (12). As alterações visam reajustar o valor do auxílio concedido aos estudantes de medicina da faculdade Estácio de Sá que desempenham atividades nas equipes de Estratégia de Saúde da Família e de Atenção Básica.

Até o momento, o valor concedido aos acadêmicos era instituído por decreto do prefeito municipal e estava em R$ 3.330,43. Agora o valor será atrelado aos valores da bolsa de residência médica concedida pelo Ministério da Educação e passam para R$ 4.106,09.