O governador Carlos Moisés (PSL) confirmou na tarde de sexta-feira (28), mais uma grande injeção de recursos para a duplicação do trecho estadualizado da BR-280, com o anúncio da abertura da licitação para a segunda etapa das obras na rodovia.

O investimento previsto é de R$ 57 milhões para a construção de quatro viadutos e três passarelas no trecho que vai até a Ponte do Portal, no limite entre Guaramirim e Jaraguá do Sul.

Moisés esteve na região na sexta e inspecionou as obras em andamento da rodovia e depois participou do ato de assinatura da abertura do edital na Associação Empresarial de Guaramirim (Aciag), com a presença de políticos e representantes de diversos setores, principalmente o empresarial.

Junto com os trabalhos que já estão em andamento e agora seguem para a fase de construção do viaduto na entrada de Guaramirim ligando com a SC-108, no valor total de R$ 96 milhões, a obra vai passar dos R$ 150 milhões de investimentos de recursos próprios do governo estadual.

“Esta obra da 280 é muito importante para a região e nosso critério de investimentos sempre foi baseado em ouvir prefeitos e lideranças e realizar investimentos que promovam o desenvolvimento regional”, comentou o governador.

Moisés informou também que a média mensal de investimento na rodovia é de mais de R$ 6 milhões.

Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade Thiago Vieira, este é obra do governo de SC maior em volume de recursos e complexidade. O projeto prevê a duplicação de quase 9km entre Guaramirim e Jaraguá do Sul.

Nova etapa

As obras de arte da nova etapa da duplicação do trecho estadual da 280 incluem, além da Ponte do Portal sobre o rio Itapocuzinho, uma passagem inferior próxima ao trevo do relógio em Guaramirim, um viaduto sobre linha férrea, um viaduto ligando os bairros Guamiranga e Avaí e três passarelas de pedestres.

Acijs e Aciag destacam a importância da duplicação da BR-280 para região

Presentes na sexta-feira (28) na assinatura pelo governador Carlos Moisés da abertura do edital da segunda etapa da obra de duplicação do techo estadualizado da BR-280, os presidentes das Associações Empresariais de Guaramirim e Jaraguá do Sul destacaram a importância da ação do governo do Estado em atender ao pleito do setor produtivo e da comunidade regional.

O presidente da Acijs e do Centro Empresarial Luis Hufenüssler Leigue, junto com o ex-presidente e membro do Conselho Superior da entidade Anselmo Luiz Jorge Ramos, e outras lideranças, assinalaram que a retomada do projeto desde o ano passado em sua extensão de pouco mais de 9 quilômetros, representa um reconhecimento do governo estadual para a região.

“Este é um momento importante porque demonstra que as obras de fato avançaram bastante, tornando possível que essa antiga reivindicação seja finalmente viabilizada. É um investimento que contribui de maneira significativa para a melhoria da mobilidade viária na microrregião”, enfatiza Leigue.

O presidente da Aciag Gilberto Ronchi, disse que esse foi um momento muito importante para o município.

“Essas obras de artes, fazem parte de um grande projeto de duplicação do trecho estadual da BR-280 e estávamos com uma grande expectativa. O lançamento da licitação dessas obras trazem a tranquilidade de que essa duplicação será 100% completa”, afirma Ronchi.

Com a assinatura dos editais para a construção de viadutos, elevados e outras melhorias que não estavam previstas no orçamento inicial, a expectativa é de que o projeto não sofra mais nenhuma interrupção e que as obras de arte que ainda faltam sejam executadas no prazo previsto.

Grupo de Trabalho

O presidente da Acijs Luis Leigue lembra que a Acijs continuará acompanhando a evolução dos serviços da rodovia através do Grupo de Trabalho formado pela entidade, com a participação da Prefeitura, Câmara de Vereadores e entidades de representação de Jaraguá do Sul e região, além da participação do deputado estadual Vicente Caropreso nas interlocuções com o governo do Estado.

Esta ação também leva em conta o acompanhamento dos trabalhos de duplicação do trecho de competência do governo federal, para assegurar recursos para que o projeto seja cumprido em sua integralidade.

CURTAS

Apoio de parlamentares

Acompanharam a visita do governador à Guaramirim os deputados estaduais Vicente Caropreso (PSDB) e Coronel Mocellin (PSL), além do deputado federal Fábio Schiochet (PSL). Todos também destacaram a importância da obra e inclusive o tempo que levou para sair do papel.

Caropreso lembrou que desde 1998, a região já se movimentava pela duplicação sendo uma de suas bandeiras quando foi deputado federal e depois na Alesc. Schiochet disse que um dos fatos que o motivou a ser candidato também foi o pleito da 280.

Economia

“Estamos totalmente empenhados por essa obra e a licitação das passarelas e viadutos é mais uma passo importantíssimo que está sendo dado. Mostra que a obra é prioridade para o governo do Estado. Vamos tirar 20 anos de atraso com uma obra que trará para o desenvolvimento econômico regional”, comentou Caropreso.

Amvali

O presidente da Amvali, prefeito de Corupá João Carlos Gottardi (PSD) também destacou que a duplicação do trecho urbano da 280 é um reconhecimento do governo à região do Vale do Itapocu que dá grande contribuição para a economia e desenvolvimento do Estado.

Presentes

O prefeitos de Jaraguá do Sul Antídio Lunelli (MDB) e de Massaranduba Armindo Sesar Tassi (MDB) também estiveram presentes na abertura do edital da segunda etapa das obras da rodovia. O prefeito de Guaramirim Luis Chiodini (PP) não compareceu por conta da legislação eleitoral.

Impeachment

A questão do impeachment contra Moisés e a vice Daniela Reinehr também acabou sendo abordado durante a visita do governador à região.

Moisés comentou: “Estamos resistindo, porque entendemos que não há justa causa para esse processo de impeachment. O governo tem apresentado excelentes resultados, não só na pandemia como também na gestão pública e isso, com certeza, chama a atenção das pessoas. O governo vai continuar firme na administração de SC”, destacou e completou informando que todos os recursos cabíveis devem ser tomados para sua defesa, inclusive na questão política.

“É preciso conversar com os parlamentares que conhecem o governo 'por dentro e por fora'”, enfatizou.

Movimento

Moisés classificou o processo de impeachment como uma perseguição política contra seu governo. “Este é um movimento político que veio numa hora ruim de forma aviltante, enquanto o foco do governo deveria estar centrado no enfrentamento da crise e na retomada da economia”, disse.

Moisés cutucou ainda que o impeachment foi uma forma de tentar tirar um governador antes do tempo e “isso mostra a intenção de quem perdeu na urna e agora quer um terceiro turno”, finalizou.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul