Nas diversas etapas da vida, as necessidades das pessoas vão mudando e alterações no layout das edificações vão surgindo. A flexibilidade construtiva é realizada através de um projeto arquitetônico que prevê a facilidade de alterações com o reaproveitamento da maioria dos materiais de construção.

O projeto de uma edificação flexível é primordial, pois atende à necessidade dos moradores e usuários sem afetar a questão estética da edificação, quando uma casa é ampliada ou reformada, na maioria dos casos é possível visualizar o que foi ampliado sem ter grandes conhecimentos, pois fica claro com o resultado estético, que não estava no projeto inicial.

É possível criar ambientes flexíveis onde paredes podem ser removidas e alteradas, desde que não tenham uma função estrutural e tenham sido projetadas para isso.

Essa flexibilidade construtiva é primordial para que a construção civil desperte para novos processos, o que é feito através do uso de tecnologias industrializadas, como é o caso do sistema construtivo Light Steel Framing (LSF).

É um sistema construtivo de concepção racional, constituído por perfis formados a frio de aço galvanizado que são utilizados para a composição de painéis estruturais e não estruturais, vigas secundárias, vigas de piso, tesouras de telhado e demais componentes. É um sistema industrializado e possibilita uma construção a seco com grande rapidez de execução.

Sistema construtivo Light Steel Frame

A expressão “Steel Framing”, do inglês “steel: aço” e “framing” que deriva de frame: estrutura, esqueleto, disposição, construção (Dicionário).

O sistema LSF não se resume apenas a sua estrutura, ele é composto de vários componentes e subsistemas, que são além do estrutural, de fundação, de isolamento termo acústico, fechamento externo e interno e instalações elétricas e hidráulicas.

Sistema construtivo Light Steel Frame

A construção em aço é muito versátil e viabiliza qualquer projeto arquitetônico, desde que planejado, e torna o processo racional e industrializado, com o LSF a construção passa a mudar de canteiro de obras para um canteiro de montagem.

Principais vantagens do LSF:

  • O sistema é padronizado e os elementos construtivos são produzidos industrialmente, com um controle de qualidade rigoroso;
  • O aço possuí resistência e alto controle de qualidade e resulta em precisão dimensional e melhor desempenho estrutural;
  • Facilidade de obtenção dos perfis formados a frio, que são materiais muito utilizados na indústria;
  • Durabilidade e longevidade da estrutura;
  • Fácil montagem, manuseio e transporte devido a leveza dos componentes;
  • Sistema construtivo a seco, o que reduz o uso de recursos do meio ambiente e o desperdício de materiais;
  • Seus perfis são perfurados previamente e utilizam painéis de gesso acartonado o que facilita as instalações hidráulicas e elétricas;
  • Traz um ótimo desempenho termo-acústico, através da combinação de materiais de isolamento e fechamento;
  • Rapidez de construção;
  • O aço é um material incombústível;
  • O aço é um material reciclável;
  • E o melhor, permite flexibilidade construtiva. O que atende a necessidade de alterações das edificações sem comprometer a questão estética.

Desvantagens

  • Preconceito, pois as pessoas acham que o sistema é frágil, porém é altamente utilizado em vários países do mundo devido à sua alta resistência;
  • Barreira cultural, o morador ou usuário não pode sair furando objetos nas paredes sem antes ler o manual do projeto, pois existem as paredes que estão preparadas e reforçadas para serem furadas, o que resulta em fácil manutenção e reduz os entulhos gerados;
  • Falta de conhecimento e planejamento;
  • Falta de mão-de-obra especializada, pois exige um sistema calculado que não permite erros e desperdício de materiais;
  • Custos, devido a ser um sistema de origem estrangeira, alguns componentes tendem a custar mais, porém resulta em uma obra mais rápida e limpa, o que no final terá um valor equivalente ao custo do sistema de alvenaria convencional.