A Organização Mundial da Saúde divulgou a lista de doenças que devem estar no centro das pesquisas devido ao alto risco de causarem emergências de saúde pública e ausência de medidas suficientes para contê-las. São doenças que necessitam de esforços de pesquisa e desenvolvimento para a produção de tratamentos e vacinas. A que mais chamou a atenção na lista é a Doença X, que tem este nome porque trata-se apenas de uma hipótese e consta como alerta aos cientistas sobre a necessidade de estarem preparados para enfrentar o desconhecido, como já aconteceu com o vírus Zika e o Ebola. Pensando no agora, a campanha de vacinação contra a gripe H1N1 já começou e ainda existe dúvidas na população quanto ao fato de tomá-la ou não. É uma discussão que duraria vários invernos, mas não podemos esquecer que muitas pessoas já morreram por causa deste vírus. Ok, são grupo de riscos, mas como podemos nos introduzir a este grupo? De várias formas, sendo sedentário, se alimentando mal, ter doenças crônicas com uma saúde frágil. A questão de praticar exercício físico é uma tecla que está desgastada de tanto que se aperta. É importante sim se exercitar, não importa qual exercício você faça e deve ser levado em primeiro grau de importância na sua vida. Pessoas saudáveis também adoecem, principalmente nas mudanças de temperatura. O que deve ser levado em consideração é quanto esta doença atinge o corpo, deixando muitas vezes de ser mortal. Está aberta a temporada das doenças respiratórias, somos mais suscetíveis a termos contatos com doenças virais, mas precisamos estar preparados para que um agente patogênico não cause uma epidemia geral. O criador do Método Pilates, através de seus exercícios, foi capaz de ajudar diversos exilados a sobrevirem a epidemia da Influenza, o que matou milhares de pessoas na época. Joseph Pilates dizia que os hábitos incorretos são responsáveis pela maioria de nossas doenças, se não por todas elas. Acrescentava que “Seu corpo é o seu maior bem, ele guarda e reflete sua alma. Cuide dele como se fosse uma pedra preciosa...”. Ensinamentos que são repassadas até os dias atuais como forma de motivação para que todos tenham persistência para praticar atividade física. A aptidão física é o primeiro requisito da felicidade, é a obtenção e manutenção de um corpo uniformemente desenvolvido com uma mente sã plenamente capaz de realizar as nossas muitas e variadas tarefas diárias com entusiasmo espontâneo e prazeroso. Nem muito pouco, nem em excesso, mas em movimento. Somos o nosso medicamento diário, o combate de diversas doenças e como dizia Joseph, “Eu devo estar certo. Nunca tomei uma aspirina, nunca perdi um dia em minha vida...”. Assim conseguiremos atender com sucesso todos os complexos problemas da vida moderna e fechar as portas para qualquer doença.