Todas as atividades desenvolvidas por estes profissionais ocorrem em busca de uma melhoria da qualidade de vida daqueles que necessitam de seus serviços.

Na rotina, grande parte de seu tempo é tomada pela manipulação dos medicamentos oncológicos. A função envolve o preparo das medicações que são colocadas nas bolsas de soro, para depois serem administradas nos pacientes pela equipe de enfermagem.

Este processo ocorre em ambiente específico, com equipamento de Cabine de Segurança Biológica – CSB. Por meio de seus sistemas de insuflamento e exaustão de ar, esse equipamento garante a proteção individual do profissional e a segurança do paciente no recebimento dos medicamentos antineoplásicos.

Antes de preparar cada medicamento, o farmacêutico faz uma análise técnica da prescrição médica, conferindo os dados do paciente, protocolo, medicamentos, diluentes, cálculos de doses, ordem, velocidade de infusão e via de administração dos medicamentos. Se não houver nenhuma intervenção, a medicação é diluída e liberada para a equipe de enfermagem administrar no paciente.

No tratamento quimioterápico ou hormonioterápico por via oral, este profissional atua na educação do paciente no que diz respeito à importância do uso correto da medicação, que é essencial para obter a resposta esperada no tratamento.

Esta educação pode ser feita diretamente com o paciente ou por meio de folders desenvolvidos pelo farmacêutico. O material mostra a forma correta de tomar as medicações, horários, armazenamento adequado, como proceder em caso de esquecimento da dose, interação entre os medicamentos e alimentos e reações adversas esperadas, como vômitos, inchaço, baixa de libido, entre outras.

A prática da atenção farmacêutica na consulta é o momento de troca de informações entre profissional e paciente. Conhecendo a lista de medicações usadas pelo paciente, por exemplo, é possível prever interações com as medicações quimioterápicas.

Dessa forma, pode-se alterar horários ou até substituir um medicamento por outro. Este serviço pode diminuir o tempo de internação dos pacientes e minimizar os principais sintomas que ocorrem após a quimioterapia.

O farmacêutico também é o responsável por fazer a aquisição, qualificação dos medicamentos e produtos para saúde, bem como estabelecer protocolos para o recebimento, armazenamento e conservação dos mesmos. Muitos medicamentos são sensíveis a mudanças de temperatura, luminosidade e até mesmo à agitação do produto, na hora de seu preparo.

Nos últimos anos, a indústria farmacêutica apresentou em média 20 novas opções de medicamentos. Para acompanhar essas inovações, é necessário que os profissionais estejam sempre atualizados e que todos os envolvidos tenham uma postura interdisciplinar, considerando que o ser humano não pode ser visto como soma de suas partes e sim como um todo.

-

Onco Clínica Jaraguá - Matriz

Rua Eleonora Satler Pradi, 261

Jaraguá do Sul/SC

(47) 3275-1640

-

Onco Clínica Jaraguá - Filial

Rua Frederico Rank, 530

São Bento do Sul/SC

(47) 3633-6922