Um crime de estelionato foi registrado no bairro Vila Moema, em Tubarão. A vítima relatou à Polícia Militar que estava caminhando em frente a uma padaria quando chegou homem e perguntou onde ficava um escritório de advocacia.

A vítima respondeu que não sabia quando então passou uma moça e perguntou à ela se poderia responder. Esta mulher (também golpista) relatou que sabia onde ficava o escritório e chegou a passar uma mensagem a uma pessoa, também do grupo, se fazendo passar por esse advogado.

O homem então relatou que precisava achar o escritório sendo que precisava receber uma promissória de em torno R$ 2 milhões.

“Então me propôs uma oferta de 30% para ajudar. Mas antes disso teria que apresentar uma conta bancária e retirar a quantia de R$ 13 mil. Infelizmente fiz o saque desse valor e posteriormente descobri que fui vítima de estelionato e furto. Sendo que, além de levarem meu dinheiro, ainda furtaram meu celular”, lamentou a mulher à PM.

Os estelionatários fugiram em seguida em um veículo, de cor prata, 4 portas, não sendo mais encontrados.