Vítima de acidente na BR-280 será sepultado neste domingo, em Guaramirim

Foto: Reprodução/Facebook Foto: Reprodução/Facebook

Segurança

Por: OCP News Jaraguá do Sul

sábado, 02:51 - 13/05/2017

OCP News Jaraguá do Sul
Foto: Reprodução/Facebook Rudinaldo Antônio Koraleski, vítima de um acidente de trânsito na BR-280, está sendo velado neste sábado (13), na Capela Bom Jesus.  Koraleski será sepultado neste domingo (14), às 16h, no Cemitério Municipal de Guaramirim. O metalúrgico de 27 anos trabalhava na Weg Química. Saiba mais: Motorista morre em acidente na BR-280, em Guaramirim - Amigos se despedem de Rudinaldo, o Mano Brown, vítima de acidente na BR-280 O acidente aconteceu no fim da noite desta sexta-feira (12), no quilômetro 49 da rodovia, na frente da empresa em que Koraleski trabalhava. No momento em que atravessava a pista, o Volkswagen Golf dirigido por Rudinaldo foi atingido por um Fiat Strada que seguia no sentido de Guaramirim. Destaques do Aconteceu em Jaraguá do Sul: Mulher é assaltada na rua 28 de Agosto, em Guaramirim – Prefeitura de Jaraguá do Sul retoma a campanha de castração animal – Entregador de lanches é assaltado em Jaraguá do Sul
transito prefa Os acidentes de trânsito estão entre as cinco principais causas de morte em Jaraguá do Sul. Confira como agir em caso de acidente:
Procedimentos no local: 1 – Verifique quantas vítimas estão envolvidas no acidente; 2 – Sinalize o local para evitar novos acidentes. Utilize triângulos e pisca-pisca do carro ou de outros veículos; 3 – Chame o socorro especializado. Informe o local exato e a descrição das vítimas (homens, mulheres, crianças, idade, sexo, ferimentos visíveis). Os telefones de emergência são: 193 – Bombeiros Voluntários: para fazer o resgate; 190 – Polícia Militar: para registrar a ocorrência no caso de acidentes com vítimas; 198 – Polícia Militar Rodoviária (no caso de acidentes em estradas estaduais); 191 – Polícia Rodoviária Federal (no caso de acidentes em estradas federais). Procedimentos com a vítima: 1 – Mantenha a calma. 2 –Jamais faça a vítima saber qual a extensão real dos ferimentos; 3 – Evite contatos diretos com o sangue ou fluídos orgânicos da vítima; 4 – Evite mover a vítima. Só o faça se houver perigo de agravamento, como no caso de incêndio no veículo; 5 – Durante a remoção, procure evitar que a vítima se mexa, mantenha a posição original até chegada de socorro especializado. Mover uma pessoa acidentada é extremamente complicado e requer o uso de várias técnicas de imobilização.
 
×