A Polícia Civil deflagrou na manhã desta sexta-feira (11) uma operação para prender dois suspeitos de integrarem organizações criminosas e praticar o crime de tráfico de drogas no Norte da Ilha de Santa Catarina, em Florianópolis. A ação ocorreu na Lagoinha, através da Delegacia de Combate ao Crime Organizado (DECRIM/PCSC) da Capital.

Conforme as investigações em andamento, os criminosos estavam utilizando dois imóveis em ruas próximas e um terreno baldio para guardar armas e drogas do grupo criminoso. Os suspeitos têm passagens policiais e podem estar ligados a uma organização criminosa que age em Santa Catarina.

 

Foto Polícia Civil

 

Foi constatado durante a operação que um dos imóveis foi reforçado e fortificado’, se transformando em “bunker”. Durante os levantamentos iniciais, foram verificados muros de concretos maciços de mais de 4 metros, câmeras externas, cães e portões de aço.

Durante a ação, foi possível constatar que o terreno estava guarnecido por três cães da raça pitbull, o portão da garagem era de aço reforçado trancado por chaves tetras e cadeados, as janelas lacradas por placas de aço e cadeados, assim como as portas eram trancadas por chaves tetras, cadeados e travas de madeiras.

 

 

 

Prisões

No interior do primeiro imóvel um suspeito foi preso em flagrante na posse de uma pistola Glock, calibre .380 AUTO, com 3 carregadores e mais 42 munições do mesmo calibre, além de uma porção de drogas.

Outro suspeito foi preso no segundo imóvel vistoriado, onde foram encontradas diversas porções de maconha e de cocaína, além de uma pistola Taurus, .380 AUTO, com numeração suprimida, com mais 14 munições do mesmo calibre.

A operação da Polícia Civil foi coordenada pela DECRIM, com o apoio da Delegacia de Polícia do Continente, DIC de São José e Núcleo de Operações com Cães da Polícia Civil (NOC/PCSC).

Os presos foram encaminhados para a DECRIM e estão sendo autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e posse de armas de fogo.