Publicidade

VÍDEO: Policial Civil é preso suspeito de facilitar CNH em troca de propina em Jaraguá do Sul

Compartilhar
Foto Adilson Amorim/OCP
Foto Adilson Amorim/OCP

Na manhã desta segunda-feira (26), o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), em conjunto com a Delegacia Regional de Polícia Civil de Jaraguá do Sul, Corregedoria-Geral da Polícia Civil de Santa Catarina e o 14º Batalhão de Polícia Militar deste Estado, visando à instrução de Procedimento Investigativo Criminal instaurado pela 4ª Promotoria de Justiça de Jaraguá do Sul, deflagrou a operação "Sinal Vermelho" nas cidades de Jaraguá do Sul, Guaramirim e Corupá.

A operação teve inicio após uma denuncia anônima que gerou uma investigação dos crimes contra Administração Pública envolvendo autoescolas da região de Jaraguá do Sul, que teriam formado um sindicato fazendo o esquema de aprovação ser praticado em mais de uma autoescola.

Em resumo, os investigados são suspeitos de oferecimento e percepção de vantagens indevidas para viabilização de aprovações de alunos de centros de formação de condutores em exames voltados à obtenção de Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Assista ao vídeo

ERRATA: DIFERENTE DO QUE É INFORMADO NO VÍDEO, O PRESO NÃO É O PRESIDENTE DO SINDICATO DAS AUTOESCOLAS, MAS SIM O PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DAS AUTOESCOLAS DO VALE DO ITAPOCU. 

Mandados de busca e apreensão

Foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão, além de 06 prisões temporárias. Foram apreendidos telefones celulares, equipamentos eletrônicos, documentos e anotações relacionados às práticas ilícitas apuradas.

Ainda, foi localizada arma de fogo com numeração raspada com um dos investigados, policial civil, gerando competente auto de prisão em flagrante.

Os nomes das pessoas investigadas não serão revelados para não haver prejuízo à continuidade dos trabalhos. Agora, testemunhas serão ouvidas e os materiais apreendidos serão analisados.

A operação noticiada foi denominada "Sinal Vermelho" em alusão figurada ao comando de parada indicado por referida sinalização de trânsito, na medida em que também é objetivo da investigação estancar a perpetuação de delitos e ilícitos administrativos nas atividades de formação e habilitação de condutores.

O GAECO é uma força-tarefa composta pelo Ministério Público de Santa Catarina, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Fazenda Estadual e demais instituições parceiras.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?

Compartilhar