O furacão Ian caiu de categoria 1 para tempestade tropical, nesta quinta-feira (29), mas ainda deve produzir ventos fortes, chuvas fortes e tempestades em partes da Flórida, Geórgia e Carolina do Sul e Norte, conforme o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.

Quem sentiu o vento na pele foi o repórter e meteorologista Jim Cantore, do The Weather Channel - durante a cobertura da tempestade, Cantore quase foi levado pelos ventos.

Um alerta de maré de tempestade está em vigor para o rio St. Johns, no nordeste da Flórida, bem como para áreas que se estendem da linha do condado de Flagler-Volusia, ao norte, até o rio South Santee, na Carolina do Sul. Partes da Costa do Golfo também permanecem sob ameaça de maré de tempestade.