Ivam Gonçalves, professor de física e química da Escola de Educação Básica Professor Duarte Magalhães, se queixa de perseguição religiosa por parte da diretoria da unidade. Ele, que é adepto da umbanda, tem dividido a opinião dos alunos e colegas professores.

O repórter William Fritzke esteve na escola para verificar a situação. Assista:

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?