Vídeo: Motorista que bateu Porsche a 260 km/h e matou passageiro vai continuar preso

Foto: Reprodução TV Globo

Por: Claudio Costa

12/12/2023 - 19:12 - Atualizada em: 12/12/2023 - 19:52

A Justiça decidiu que o motorista que causou um grave acidente em Belo Horizonte, em Minas Gerais, continua preso.

O homem, de 32 anos, estava conduzindo um Porsche 911 Carrera a 260 quilômetros por hora na avenida Barão Homem de Melo, no bairro Estoril, região Oeste da capital mineira.

Ele teve a prisão em flagrante convertida para preventiva segundo decisão da juíza Juliana Miranda Pagano em audiência de custódia nesta terça-feira (12). A preventiva não tem prazo para encerrar.

O veículo bateu em um poste e uma árvore da avenida, matando o passageiro e amigo do motorista, de 32 anos.

Ele foi arremessado com o impacto da batida.

A juíza considerou a gravidade do caso citando o fato do motorista estar embriagado no momento do acidente, com a habilitação cassada desde 2012 e dirigindo em alta velocidade.

“A conduta do autuado colocou em risco a integridade física dos demais usuários, transeuntes e motoristas da via pública, além de ter levado uma pessoa a óbito, o que também demonstra um patente desrespeito à vida alheia”, declarou Pagano.

Possibilidade de homicídio doloso

A magistrada ainda concordou com entendimento do Ministério Público de que é necessária a readequação da tipificação penal, com possibilidade do caso ser avaliado como “homicídio doloso”.

“Na medida em que o autuado teria assumido o risco de produzir o resultado morte”, diz o documento. Para “garantir a ordem pública”, a prisão preventiva foi decretada.

*Com informações de O Tempo.

 

Notícias no celular

Whatsapp

Claudio Costa

Jornalista pós-graduado em investigação criminal e psicologia forense e pós-graduando em perícia criminal.