Na manhã desta quarta-feira, chegou na sede da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), em São José, na Grande Florianópolis, um caminhão vindo do Rio de Janeiro.

No veículo estavam os materiais apreendidos pela Polícia Civil catarinense, no sábado, na Operação Oxigênio, com o apoio da Polícia Civil do Rio de Janeiro, no caso dos respiradores em investigação pela força-tarefa entre PCSC, MPSC e TCE.

Escolta

Houve escolta da Polícia Rodoviária Federal (PRF), apoio da Defesa Civil de SC para o transporte da carga e do MPSC na logística do frete no RJ.

Material chegou na sede da DEIC, em São José, na Grande Florianópolis / Fotos: Divulgação Polícia Civil

No caminhão não estão incluídos os respiradores adquiridos na compra pelo Estado.

Investigação

A força-tarefa investiga crimes contra administração pública em processo de dispensa de licitação para a aquisição emergencial de 200 ventiladores pulmonares, a fim de auxiliar no enfrentamento da Covid-19, ao custo de R$ 33 milhões, pagos de forma antecipada, sem a exigência de qualquer garantia e sem as mínimas cautelas quanto à verificação da idoneidade e da capacidade da empresa vendedora.

As investigações, até o momento, segundo o MPSC, identificaram fraude no processo de aquisição dos respiradores, mediante um sofisticado esquema criminoso que envolveu a corrupção de agentes públicos, falsidade ideológica em documentos oficiais, criação de empresas de fachada administradas por interpostas pessoas e lavagem de dinheiro.

O descarregamento dos materiais contou com o auxílio dos alunos do Corpo de Bombeiros Militar.

Confira o vídeo: